13 de dezembro de 2009

De Ebrael ... Para Ladyanne

O título já diz exatamente para quem foi escrito este post. Não vou ficar com os rodeios típicos da revelação de Amigo Secreto a que estamos habituados. Mas, como faz tempo que não participo de um Amigo Secreto...

Um presente para quem conhecemos, quando o revelamos entre os pacotes, já é quase óbvio a respeito do que seja. Mas, e um presente virtual?? Qual gosto ou aparência pode ter para quem o recebe?? Um presente virtual pode não ser palpável, mas apenas o coração o sente. Quando o presente é virtual, por si só, já revela que pouco ou nenhum contato temos (contato presencial) com aquela pessoa. Então, diferentemente de outras ocasiões, já não surpreendemos a quem presenteamos, e sim surpreendemos o presente. Como assim??

É como se, amarrando uma venda aos olhos do presente, quiséssemos testar o presente em relação a quem ele foi destinado. O presente irá gostar, irá se adequar àquela pessoa?? Aquele mimo lhe servirá na alma?? Vemos, pois, que nosso mimo adquire vida própria!!

 Minha amiga secreta (não mais, pelo título) faz parte do círculo de minhas amizades no dIHiTT. Ela é meiga, simples, discreta e tem um sorriso iluminado e vivo, desses que somente encontramos ao Sol do Nordeste brasileiro. É a Ladyanne. Muitos a chamam de Lady. Está conectada à Web, principalmente, por seu website http://ladyanne.webs.com/ e por seu trabalho autônomo como Web Designer.

Aprendi que o melhor presente que poderemos dar a alguém é lhe fazendo o melhor do que está em nós. Como considero a poesia algo que já corre livre em mim, com certa habilidade, esteja entregue em mãos a você, Ladyanne, meu presente de Boas Festas, como voto de minha amizade por você e um desejo sincero de felicidade.


*************************************


Ladyanne, poesias



Há quem desperdiçe sorrisos,
E esse é um crime, desde que não se queira sorrir.
Há quem negue um sorriso,
Egoísmo esse condenável em seu próprio rosto!!
Há quem, apenas, transfira um sorriso,
Copiando e plagiando o sentimento alheio.


Mas, no âmbito disso tudo,
Com o passar dos anos,
Aprendemos a reconhecer
A quem cujo sorriso não corre em vão
Ladeira da Vida abaixo;
Tal sorriso, como o seu, Ladyanne,
Não é restrito a meias palavras,
Não são meios-sorrisos;
Seu sorriso não é um eco de outros,
E sim ecoado pelas paredes e flores ao seu redor.


Um beijo ambiente,
Uma dádiva sem preocupação
De dar ou receber,
Um segredo e protótipo seu
Ao inaugurar uma nova manhã do seu semblante.


*******************************


Beijos no seu coração lindo, Ladyanne!! Muitas felicidades em mais um ano de sorrisos!! E claro: as divida com todos nós, que te queremos bem!!


Ebrael.