24 de janeiro de 2012

ACTA: ameaça contra a Liberdade na Internet

ACTA é a sigla em inglês para Acordo Comercial Anti-Contrafação (em inglês, Anti-Counterfeiting Trade Agreement). É  uma armação (mais uma) das grandes corporações que alegam querer proteger a propriedade intelectual de bens protegidos por direitos autorais na internet. Resumindo: querem acabar com o compartilhamento de músicas, vídeos, programas e todo tipo de arquivo que seja definido como protegido.

Já não chega o que esses boçais da indústria fonográfica da Nova Ordem Mundial ganham com venda de publicidade, ainda querem entrar em nossos computadores e checar o que compartilhamos?? Sim, pois os provedores logo terão que informar, através de seu banco de dados, o tamanho do fluxo de arquivos indexados como protegidos, tal como o YouTube já faz. Terão que ceder dados privados e sigilosos acerca de tais usuários e deixar que invadam nossa privacidade, podendo a Justiça dos países que assinarem tal Acordo prender quem tenha em seu HD uma única música tida como protegida.

Eles dirão quem poderá possuir cultura. Teremos que pagar obrigatoriamente pelo que compartilhamos. Logo, teremos que pagar taxas até por compartilhar qualquer coisa. Então, nos forçarão a calar a boca, porque escravos não compartilham nada a não ser o que convém a seus "senhores". Teremos que inventar nossa própria cultura que, logo em seguida, será classificada como inconveniente e subversiva. O engraçado é que eles (os donos da Internet) primeiro permitem que uma avalanche de facilidades de compartilhamento de material protegido nos alcance. O YouTube SEMPRE permitiu livremente, até alguns anos atrás, veiculação de qualquer tipo de material, com exceção dos pornográficos. Agora, que todo mundo já tem seus PC's entupidos de arquivos de todos os gêneros, eles vêm para nos classificar como "contraventores". Sim, é dessa forma que nos distinguirão! Assim sendo, precisarão nos vigiar e quebrar todas as prerrogativas de privacidade e liberdade de expressão.

*******

O que é o ACTA?

Acordo Comercial Anticontrafação (ACTA, em inglês Anti-Counterfeiting Trade Agreement) é um tratado comercial internacional que está sendo negociado, com o objetivo de estabelecer padrões internacionais para o cumprimento da legislação de propriedade intelectual, entre os países participantes. De acordo com seus proponentes, como resposta "ao aumento da circulação global de bens falsificados e da pirataria de obras protegidas por direitos autorais"[1].  
O tratado aparenta ser um complemento a um tratado anterior sobre propriedade intelectual, Acordo TRIPs, que foi severamente criticado por "defender" o domínio cultural e tecnológico dos países desenvolvidos sobre os subdesenvolvidos. 
As negociações se iniciaram em outubro de 2007 entre a Estados Unidos, o Japão, a Suíça e a União Europeia, tendo sido depois integradas por AustráliaCanadáCoreia do SulEmirados Árabes UnidosJordâniaMarrocosMéxicoNova Zelândia e Singapura. 
O tratado é bastante criticado pelo fato das negociações ocorrerem entre uma minoria e de forma sigilosa. E também pela existência de indícios, como os documentos vazados para o Wikileaks, de que o acordo planeja beneficiar grandes corporações com o prejuízo dos direitos civis de privacidade e liberdade de expressão do resto da sociedade.

Fonte: Wikipedia


Abaixo, um selo que fiz para divulgar essa postura contrária à abolição da liberdade e usurpação de nossa Consciência na Internet. Pode não parecer muito, mas só o fato de o selo ter os termos "DIGA NÃO AO ACTA", "SOPA", "PIPA" e "LIBERDADE NA INTERNET" tagueados (indexados) na imagem, já coloca a mensagem nos resultados de pesquisa de imagens do Google e de outros serviços. Faça a sua parte! Coloque esse selo no seu blog ou site, em barra lateral ou em artigos!

Faça assim: copie e cole o código da caixa abaixo do selo em seu site ou blog.




Diga NÃO AO ACTA!









*******
Visite meu outro blog: http://ebraelshaddai.wordpress.com/.
Curta a Página do Blog no Facebook: http://www.facebook.com/Ebrael.Shaddai.
Siga-me no Twitter: http://twitter.com/EbraelShaddai.
Você pode, também, enviar-me uma mensagem: http://ebraelshaddai.blogspot.com/p/contato_22.html.