30 de setembro de 2009

Top Five - As 5 coisas que mais detesto em mim.

Minha amiga dihittiana Juliana Ramires, do blog Inspirações Humanas, num gesto de carinho com esse humilde blogueiro (nem tão humilde, apenas em termos de grana mesmo!!), me indicou em seu blog para que Ebrael citasse as 5 coisas que mais detesta em si mesmo.

Às vezes, muitas das coisas que dizemos detestar em nós, nem sempre nos incomoda tanto mais que aos que nos rodeiam, mas apenas vemos como pontos e comportamentos a serem melhorados. E podemos sempre melhorar, mesmo as coisas boas (ou que achamos serem boas em nós). E estarmos conscientes de nossas mazelas, defeitos, vacilos e imperfeições, ainda que seja só o começo, já é muito positivo e um ótimo passo para fazermos as pessoas mais felizes, sobretudo a nós mesmos. É muito gratificante, e nos engrandece, olharmos para trás e vermos que não damos mais aquele tipo de mancada que fazia com que as pessoas se afastassem de nós até aquele momento.

********************

Vamos à lista de coisas que detesto em mim:

1) Falta de tato ao falar certas verdades!!

Eu, quando vejo uma situação revoltante, uma mentira deslavada, uma preguiça incorrigível ou uma pessoa que insiste e se agarra a um sofrimento desnecessário, não consigo me segurar. Eu solto a língua mesmo!! Falo o que acho que a outra pessoa precisa escutar, seja em forma de crítica ou em forma de exortação. Não tenho medida, tato nem delicadeza para falar o que está fazendo minha língua coçar. Raras são as vezes que consigo falar de forma equilibrada. Ora exponho os fatos de forma taxativa e sem papas na língua, ora é a veemência com que coloco as coisas que acaba piorando o estado da pessoa. Algumas vezes consigo ser equilibrado e calmo, mas na maioria das vezes sou muito seco e franco demais.


2) Mania de querer tudo no lugar!!

Eu considero a organização uma virtude, e tento praticá-la no dia-a-dia. Mas, algumas vezes, isso pode trazer sofrimento, quando temos a sensação de que não conseguiremos dormir se houver um garfo fora da gaveta. Aí, é hora de colocar mais alguns garfos e facas na pia, a fazer companhia ao solitário garfo, e ir dormir e relaxar.


3) Fazer sempre o que eu quero, e nem sempre o que preciso!!

Esse tipo de coisa ocorreu, no mais das vezes, com relação a trabalho. Muitas vezes, tomei pancada na vida e tive dificuldades financeiras por não me sentir motivado para trabalhar em algo. Isso hoje mudou, depois de muito tempo aprendendo com Dona Vida. Mas, quando era mais jovem, quando precisava me acostumar com uma rotina e buscar um ofício definitivo, me bloqueava, simplesmente para determinados empregos.

Por exemplo: detesto ter que incomodar as pessoas, em qualquer lugar. Como operador de telemarketing ativo, somos como 3 elefantes: incomodamos muita gente!!! Então, ficava inventando desculpas para mim mesmo para acreditar que aquilo não era pra mim. Mas era mais um aprendizado, uma experiência. Eu não queria nem saber disso!! Não sou feito para esse mundo - pensava eu. E simplesmente, tudo acabava dando errado, tudo!! Assim foi durante muito tempo, e muito tempo eu perdi assim, insistindo em acreditar que era o filhinho da mamãe e não teria de sair de casa.

Mas a Vida ensina, e ensina sem pena!!


4) Facilidade de se iludir com o mundo!!

Embora alguns amigos leitores possam dizer que Ebrael escreve bem, é poeta e tem boas palavras, Ebrael é obrigado a lhes dizer que também se ilude, e muito. Se ilude com as pessoas, com o mundo, com as palavras ouvidas e pensadas por ele mesmo. Se ilude, e sente uma forte atração pela poesia e romantismo que essas ilusões podem proporcionar. Sente uma vontade de voar, de sair do chão firme da vida regrada e ir-se para além do impossível, não importando a distância, não importando os nomes, não importando o jeito e a forma. As poesias de Ebrael é uma forma de sublimar as ilusões do coração de Ebrael, como faziam com os heróis da Mitologia, Hércules e Órion, sublimados ao céu e transformados em constelações.

Pelo menos, depois das poesias, externo as ilusões e não fico mais tão embriagado com os efeitos delas na alma. Já não levo tantos tombos, já consigo me lembrar da vida real e das pessoas reais em vida real, pensando duas vezes antes de dar passos em falso e cair das nuvens ao Inferno.


5) Me cobrar excessivamente!!

Eu sou cobrador sim!! Quando alguém diz que vai chegar tal horário e vai estar em tal lugar, tem que ser rigorosamente assim!! Eu sou meio distraído com fisionomias de pessoas. Só prometa a mim o que tem certeza de poder cumprir!!
E assim é comigo mesmo!! Quando erro em meu trabalho, em umdetalhe simples, me cobro como se fosse o fim do mundo. Suo, reclamo, xingo!! Fico mais atento com as coisas simples, então do que estaria com detalhes mais relevantes. É chato, é sofrido ser perfeccionista ao extremo. Há dias em que eu mesmo não me suporto e, se pudesse, sairia correndo de dentro do meu corpoe iria para um lugar onde estivesse protegido de mim mesmo e não ouvisse a minha própria voz reclamando.

*************************


Bem, é isso. Mas não é tudo. Há várias outras coisas desagradáveis em mim, para mim e para os que me rodeiam. Mas como a estamos num mundo globalizado, passo a bola a outros grandes amigos e blogueiros para que contem o que não gostam em si mesmos, e indiquem amigos para que também se exprimam:

=>> Lili Laranjo, do blog África em Poesia;
=>> Gemária Sampaio, do Chá das Cinco;
=>> Déby Francis, do blog A Vida como ela é...;
=>> Lita Duarte, das Loucuras de Lady Lita;
=>> Rosana Madjarof, do Pedacinho do Céu;

Eu gostaria de indicar a amiga Sissym, do Masquerade e do BlogZoom, mas soube que ela já foi indicada pela Ju Ramires.

29 de setembro de 2009

Inexoráveis!!


I

Hora Morta, já beira meia-noite,
Hora viva, de nosso Nascimento;
Hora do Tempo, Tempo é um açoite
Que toma pra si um fixo assento.

Tempo do Tempo, que sôfrego
Mata e faz a tudo renascer.
No raiar da alvorada, a vencer
A Noite, o teu Sol se iça, trôpego.


II

Aos amigos, oferecemos poesia!!
Aos inimigos, a quem não se fia
A Justiça, que é a Vida ensinando
Pela Dor, a qual não se tem amando!!

O Mundo, a primeira Casa Grande,
Reflete-se em miniatura em nosso interior
De nossa alma que, quando se expande,
Nos diz: "Não é banal cada verso de Amor".

****************************

- Composto em forma de comentários no blog da amiga angolana Lili Laranjo -

27 de setembro de 2009

Vida Destemida




De que vale a vida em meio à covardia??
De que vale ela sem um pouco de poesia??
Se a mesma Vida é a Grande Mãe-Musa
Dos homens cegos e dos de mente obtusa!!

O que somos nós para ti, ó Primeira Vida,
Nós, as crianças da Luz interna abafada??
O que fazemos por vós, ó Mãe Incriada,
Se não formos corajosos, de vida destemida??

Em meu peito incendeias uma brasa infinita,
E em minha Língua, Palavra de Amor bendita,
Para a renovação do velho coração dormente!!

Ó Vida, se a língua mata o Amor, quando mente,
Se o homem, quando ama, não diz o que sente,
Fecha minha boca, e corta minha língua maldita!!



- Sob inspiração das palavras de Gemária Sampaio, amiga querida, comentando o
post
O
Barroco é Pop?? (por Clóvis Bulcão)
-

26 de setembro de 2009

O Barroco é Pop?? (por Clóvis Bulcão)

Tenho uma amiga que sempre, de forma direta ou indireta, contribui para o nascimento de reflexões minhas e novos artigos, novas Memórias. Ela é a Lita Duarte, que já apareceu em meus artigos várias vezes. Ela me indicou o blog de um amigo seu. E fui olhar. O nome dele é Clóvis Bulcão, e depois de ler um de seus posts sobre cultura, me vejo movido a indicá-lo aos meus leitores também.


Clóvis Bulcão é um escritor premiado por suas obras e pesquisas no campo de História e cultura brasileiras. Obras essas como A Quarta Parte do Mundo, que relata a chegada dos Templários ao Brasil, premiada pela Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro. Esse livro se tornou uma série de documentários. Colaborou com o livro Corrupção - 18 contos, editado pela ONG Transparência Brasil e Arte Ateliê. Também trabalhou ao lado da apresentadora Regina Casé no programa Um Pé De Quê?, entre 2003 e 2005. Talvez o seu trabalho mais importante seja o Pequeno Dicionário de Personagens da Literatura Brasileira, um livro que reúne os mais importantes livros e autores dos séculos XIX e XX da nossa literatura.





E, para começar, vim falar sobre seu segundo artigo: Barroco ou Pop!!


Nesse artigo, com uma linguagem leve e sem eruditismos desnecessários, ele discorre sobre a semelhança entre os personagens da época barroca, de alguns séculos atrás e as atuais, com foco nas figuras brasileiras. Para ele, Pop é aquele que atrai multidões,e barroco o que supostamente tinha um ideal mais sublime e puro.


Ele demonstra como, de certa maneira, o próprio barroco é pop, e o pop é barroco, pois o barroco, como ideal, é visto apenas como uma propaganda diluidora de certos defeitos contemporâneos. E o pop, como a forma de adestramento de massas, usando aqueles últimos ideais, sejam filosóficos, artísticos ou políticos. A Madonna: ela é pop?? Aleijadinho, era barroco?? Os coffee-shops da Holanda, onde se vendem drogas de forma livre, são pops ou nasceram na época barroca??


Leitura indispensável a desse blog, para quem tem fome de notícias e cultura!! Me sinto honrado em poder apoiar a expressão de pessoas como o Clóvis, ligadas à Cultura e ao cultivo do conhecimento. As Memórias de Ebrael sempre estarão abertas e dispostas a guardar essas boas leituras e apoiar a busca do saber.



*************************



Leia mais: http://voandoalemdotempo.blogspot.com/

As Memórias homenageiam os amigos de sempre!!

Recebi 18 selos da irmã de "raça" Dani Lunita. Selos de amizade, Selos de verdade nas palavras e constância de sentimentos. Adoro ela, mesmo a conhecendo há poucoo tempo.

************************

Um escorpiano gosta de fazer amizades, mas amizades verdadeiras!! Isso não deve ser muito diferente com todos nós. Mas nós valorizamos muito o significado das palavras vindas do coração, e não simplesmente do "dever" de comentar todos os dias para conservar os acessos de seu próprio blog, como se disso dependesse a subsistência do próprio.

Blogs são registros de idéias e notícias na internet. Se as outras pessoas vão gostar, é um detalhe. O que importa é a auto-expressão. Nunca mais, enquanto blogueiros, teremos a desculpa de não ter tido como dizer algo na vida!!

Blogs são feitos de idéias, sentimentos, que se confessam em linhas de poesia, indignação, de alegria e conforto. São construídos com imagens de nosso próprio inconsciente, traduzidas em sinais binários, viajando pela Ampla Teia Mundial.

Então, resolvi presentear e homenagear os meus 10 melhores amigos na Blogosfera. A Dani estaria entre esses premiados, se não fosse ela a me conceder o selo. Eis os selos!! A lista dos premiados está no final do post.


















O selo seguinte é um Meme, e sua postagem segue algumas regrinhas:


-->> Exibir a imagem desse selo e escrever essas regras abaixo dele;


-->> Colocar no seu post o nome e o link do blog que te presenteou (no início do post);


-->> Indicar 10 blogs e avisar aos blogs indicados:


Meus preferidos:


  1. Loucuras de Lady Lita;
  2. Nhamundá Online;
  3. Masquerade;
  4. Res Cogitans;
  5. Sem Tanto Foco;
  6. África em Poesia;
  7. O Íntimo Ofício;
  8. A Vida como ela é...;
  9. Absurdos e Polêmicos;
  10. Mixto Quente.


-->> E por último, fazendo jus ao nome do selo, escrever 5 coisas que são ROXIES:


Música-->> Sou eclético, mas não abro mão de metal (heavy metal, black metal), música gótica e bandas na linha do eRa, Enigma e Enya.


Televisão e cinema-->> gosto de todos os programas e filmes que tratam de assuntos polêmicos. Também adoro e não perco documentários.


Três países que eu sonho em conhecer-->> Israel, Taiti e Irlanda.


Três cores favoritas-->> Vermelha, preta e marrom.


Três hobbies-->>Escrever, fazer sexo e dormir.

24 de setembro de 2009

As perguntas movem o mundo!! Será mesmo??

Há muita gente que vive repetindo adágios desse tipo, como do título do post. Mas, muitas vezes, não param para refletir se esses adágios estão certos, ou completamente certos.
As perguntas, as curiosidades, movem o
mundo!!
Falam isso, pois acreditam que as curiosidades e perguntas de cientistas e pensadores é que sempre foram as precursoras das grandes descobertas da humanidade. Algumas perguntas trazem respostas ás nossas dúvidas depois de muito tempo. Outras, em alguns segundos.

Por outro lado, algumas perguntas são desnecessárias, pois as imagens já trazem, em si, as questões e as respostas. Por exemplo, nesse vídeo, me lembro de Abraham Lincoln, ex-presidente dos EUA do séc. XIX, recomendando:
É melhor você continuar calado, deixando que os
outros pensem que você é um idiota, do que abrir a boca e acabar com dúvida de
todos!!





Há curiosidades que, ao invés de levarem a soluções para certo problema, levam a alternativas para outros problemas, bem mais sérios.

Na verdade, acho que as perguntas não movem nada. E sim a disposição em respondê-las. Cito o exemplo dos escândalos de corrupção em Brasília e os resultados das CPIs. Perguntas e inquéritos não respondidos. Nenhum avanço. Brasília na Idade da Pedra. Cobra comendo cobra!! Quem pode mais, chora menos!! Manda quem pode, obedece quem tem juízo!!

O que move o mundo é a sucessão harmônica de perguntas e respostas, que levam a outros questionamentos, que trazem outras respostas e curiosidades. O conhecimento é dinâmico, mas a humanidade caminha a passos de formiga, sem vontade. Tudo é questionável, a princípio, mas as respostas são omitidas, negligenciadas. É o caso da questão filosófica fundamental: "Por que alguns cornos são tão mansos, e os que fingem não ser, por que se mostram tão idiotas??"

Alguns diálogos são emblemáticos, e mostram como perguntas e respostas, bem intercalados, podem provocar avanços em nossa História Geral (e em nossas histórias particulares):

Lady Aston, dama inglesa, diz :
Winston (Churchill), você não passa de um bêbado.
E ele, sem perder a compostura :
E você, minha querida, É FEIA.
Mas, amanhã eu estarei sóbrio.


Lady Aston: Se eu fosse sua mulher, colocaria veneno em seu chá.
E ele : E se eu fosse seu marido, tomaria o chá com prazer.

No entanto, há os monólogos, que trazem dúvidas, e nas dúvidas suas próprias respostas. Algumas perguntas, em forma de imagens, são auto-explicativas.



Agora me respondam: do que adianta nos fazermos as perguntas certas, obter algumas respostas, se muito do que faria o mundo (o Brasil é um mundo à parte) mudar e evoluir simplesmente é negligenciado por todos nós?? Revejam o vídeo acima.

22 de setembro de 2009

7 coisas abomináveis para Ebrael.

Aproveitando a indicação que recebi da Syssim, vou encarar aqui a peteca e detonar publicamente o que abomino, odeio, execro, anatemizo...e todos esses verbos complicados que, no final querem dizer coisas feias, mas com algum estilo. No final do post, eu convido alguns amigos meus para se purgarem de suas coisas abomináveis em seus respectivos blogs.


1º Lugar (disparado!!) - Ambientes em pandemônio.
Sou extremamente detalhista. Odeio coisas fora do lugar, seja no trabalho, seja em casa, principalmente no meu quarto. Sei exatamente onde está cada um dos meus pequenos objetos e roupas, até os mais insignificantes e esquecidos. Se eu entro em um local onde as coisas estão fora de seu lugar habitual ou presumível, sinto como se, já à porta, as coisas me impedissem de entrar, como se as coisas tomassem vida, se rebelassem, e quisessem me expulsar de lá. Não consigo respirar em locais nesse estado.

2º Lugar - Mexer em meus pertences sem autorização.
Quer ouvir um palavrão?? Mexa em algo que me pertence, sem minha autorização. Abra meus livros, e os deixe abertos, fora de onde os tirou. Leve meus livros ou algo mais, emprestado, e não traga de volta. Eu sou radical: intimo para que nunca mais ouse tocar em nada meu sem ordem prévia. Se não devolver algo meu, primeiro telefono. Em segundo, eu vou à sua casa e te envergonho.

3º Lugar - Gente preguiçosa trabalhando ao meu lado.
Ontem (2ª feira), ao chegar, às 13 horas, ao almoxarifado onde comecei a trabalhar, deparei com uma cena que me causou ojeriza: um colega meu, funcionário público concursado, com uma jornada de apenas 6 horas diárias, "trabalhando" perto de casa, solta uma para mim, que tive de me segurar pra não lhe responder com impropérios:

"Bahhhhh, sexta-feira essa que não chega mais, né?!?"
Esse é um colega que reclama de tudo, custa a subir uma escada para pegar uma caixa de copos descartáveis (superleves). É daquele tipo que vê o cara se matando a carregar caixas para prateleiras altas e suspira de ter que ajudar. É daquele tipo de gente que olha de 5 em 5 minutos para o relógio, pensando no minuto mágico de assinar o ponto de saída.

Essas pessoas carregam o ambiente de forma insalubre, como um pântano de águas paradas, como se chegassem perto da gente e parecessem uma gosma verde gigante avançando sobre nós. Comigo, esse tipo de gente não se cria!!

4º Lugar - Filas de banco.
Isso já é algo provindo do inconsciemte coletivo. Já chegamos ao banco estressados e aflitos só em pensarmos na fila, ainda mais que o expediente geralmente se inicia perto do almoço. A fome aumenta a aflição. Claro, nem sempre as filas demoram tanto, que mereçam uma reclamação. Mas certos episódios, envolvendo filas, me são emblemáticos, para não dizer traumáticos.



Charge: http://www.reinaldoferreira.com.br/jornalitatiba12.html



No dia em que fui sacar a grana do meu primeiro mês do meu emprego anterior no caixa humano, já que meu cartão não havia chegado em casa ainda, presenciei uma sacanagem do destino com o trabalhador. Parecia algo combinado. Uma coincidência diabólica.

Eram 12:30h. Havia 2 caixas lerdos atendendo no Banco do Brasil, na Rua dos Ilhéus, Florianópolis. A fila crescia assustadoramente. tinha uns 15 clientes na fila à minha frente. Um dos caixas saiu para o almoço. Ficou outro, menos retardado, mas ainda lerdo. Desde o exato momento em que saiu o caixa para almoçar, passaram-se 2 minutos, quando chegaram 5 idosos. O atendimento a idosos é preferencial. O caixa é lerdo, e os idosos um pouco mais lerdos, mas por razões óbvias, compreensíveis ao menos, pela idade. Aquele caixa demorou cerca de 20 minutos para atender os 5 velhinhos, e mais 25 minutos para atender os 15 clientes à minha frente.

Conclusão: não almoçei, perdi o ônibus para o trabalho e cheguei atrasado. Não tive tempo nem para mijar, e fui atender 650 clientes no call-center do serviço 102 da Oi.


5ª Lugar (lugar de honra!!) - Falsidade.


Por que vocês acham que tenho essa cara de mau?? É para intimidar os falsos, e desencorajar os baba-ovos. Como sou escorpiano, e todo escorpiano é instintivo e/ou intuitivo, sou um inimigo em potencial para qualquer pessoa falsa. Não deixo passar nada. Não há máscaras que resistam diante da minha cara de "eu sei o que você fez no verão passado". Por isso sou uma pessoa de poucas relações, porém valiosas.


Prefiro que me chamem de chato, pelo menos assim a pessoa está falando o que pensa e, de quebra, sei que ela têm uma boa visão. Sou chato mesmo, detalhista, exigente e perfeccionista. Pelo menos assim, eu tenho alguma chance de melhorar em algo, dadas as observações que podem me acrescentar boas coisas, e muitas. Agora, chegar e me chamar de bonzinho?? "Como você é um cara legal!!" Ahhhhhhh, quer me chamar de otário?? Me chamar de bonzinho é um xingamento para mim!! Para acreditar, me passa um saco de butter-toffies!!




6º Lugar - Alguém vir me acordar, em pleno domingo, antes das 9 horas da manhã.


A menos que eu tenha pedido para me acordar, detesto que me incomodem no meu dia de descanso. Para mim, domingo é sagrado, e minha cama é o altar. Não atrapalhem Ebrael em sua santa Missa!! Abro a janela e a sandália voa, e minha sandália costuma acertar o alvo!! Sou como Deus: faço tudo em 6 dias, e mais que os judeus, não caminho mais do que 500 metros no 7º dia.



7º Lugar - Spam...eu odeio spam!!


Se quer vir me pedir para eu visitar seu blog, prestigiar e pedir a minha opinião, beleza!! Numa boa, eu vou!! Mas, pedindo isso, não me venha com uma mensagem no estilo control+C control+V, a qual eu perceba que foi enviada para mais 2.000 pessoas!! Sou uma pessoa única e não só um endereço de e-mail!! Deleto mesmo!! É a mesma coisa que um político que me vem pedir votos. Por que há duas eleições ninguém aparece aqui para pedir votos?? Porque sou curto e grosso: não voto em que não conheço, em quem não me conhece e não sabe meu nome. Hoje em dia, eles pulam minha casa.

*********************

Agora eu passo a bola para meus amigos abaixo, para que eles listem as coisas que abominam:

19 de setembro de 2009

Fome e Sede: os dois sentimentos mais devastadores da Natureza

Papo brabo esse, não é mesmo?? Mas, talvez, por essas coisas em pouco ou nada nos afetarem, a nós, que achamos sermos abençoados só por termos internet em casa, é que não nos importamos tanto. Podemos até fazermos aqui ativismo político pelo combate à fome, pelo fornecimento de água ao semiárido nordestino. Mas não é a mesma coisa, pois essas coisas não fazem nosso corpo reclamar. Temos essas necessidades satisfeitas (por água e comida) e voltamos nossa atenção para outros assuntos "menos" essenciais. Mas. e os que carecem dessas coisas básicas, mínimas??

Não é minha intenção fazer aqui algum tipo de demagogia barata. É somente o assunto que apareceu prioritariamente na minha mesa de blogagem, para que eu o despachasse...

Na quinta-feira, quando eu vinha para casa do meu segundo dia de trabalho como escriturário de almoxarifado, no ônibus, um senhor começou a puxar papo comigo. Segundo ele, tinha 61 anos de idade e 7 filhos. Todos trabalhavam, tinham seus filhos e suas famílias. Ele trabalha até hoje com estaqueamento de prédios. É respeitado em sua profissão. Mesmo estando de pileque, listou todas as empresas onde trabalhou e todos os lugares do Brasil, com riqueza de detalhes, onde aplicou fundações de prédios, pontes e estradas. Mas era uma pessoa simples, vestida com trajes simples também.

Ele começou a falar, em sua exaltação etílica, do que poderia fazer um homem feliz, de verdade, na vida. Pelo menos, do que o fazia feliz. Ele dizia que sempre trabalhou para comer e dar de comer à sua família no dia seguinte. Fez casa, deu educação aos filhos. Mas nunca se preocupou em ter carro, casa luxuosa, etc. Apenas em comer bem, estar com a família reunida e nunca dever nada para ninguém. Ele falava das quantas pessoas já encontrou pela vida que se ufanavam por ter um carro importado e uma casa espaçosa, móveis caros, roupas da moda, mas que, no entanto, comiam mal e pobremente. Enquanto em sua casa havia fartura de comida, na casa dos ricos comia-se pior do que em refeitório de albergue popular. Ele comia feijoada em sua casa, aos finais de semana, feitas por ele mesmo, e os ricos comiam congelados ou algo que ditava seu status. Para ele, nada dessas coisas materiais ele levaria para o túmulo. Isso tudo não enche barriga, não satisfaz - dizia ele.

Eu nunca cheguei a passar fome de verdade, por um período longo. Por escolhas erradas e infelizes, tomei um caminho também infeliz na juventude, e passei por muitas necessidades. Mas o café com farinha, arroz e ovo frito, mingau de angu, eu sempre tive. Enquanto o bucho estivesse preenchido, o pagode da vida continuava, ainda haveria esperança.



Selma acalenta Tatiana:
com febre e com fome, o bebê geme, sem força para chorar.


Mas e os que não têm nem esse mínimo?? E os que vivem na desesperança, sem ter a quem recorrer, sem ter para onde correr?? Diante da fome e da sede, carências das duas coisas mais essenciais (comida e água), junto com a falta de ar, nada mais tem sentido. Não há como trabalhar, não há como pensar, não há o que esperar para amanhã. O corpo é que nos mantêm conscientes de nós mesmos. Nessa intensa necessidade, nos tornamos menos humanos e mais animais. Nos tornamos feras, voltamos a ser feras!! Nada mais importa!! Não tenho dúvida nenhuma que faria o que fosse necessário para dar de comer a uma cria minha. Preferiria morrer do que ver um filho meu morrendo de fome. Nunca!! Isso, nunca!!


O que acontece durante a fome??

Cai a taxa de glicose no sangue. O corpo começa a consumir as gorduras. Acabadas as gorduras, o organismo avança sobre as proteínas. As proteínas são os construtores e mantenedores da estrutura corporal. Então, o corpo vai dissolvendo-se, sendo desconstruído. Nos primeiros dias há um desespero do corpo, pois o mesmo não estaria acostumado com a carência de comida. Febres passam a ser constantes, como uma forma de o corpo alertar que algo está muito errado. Passam a ocorrer intensas alucinações, agressões, delírios. Depois de alguns dias, o corpo adapta-se à nova situação. Passa a consumir menos energia, e a pessoa dorme mais do que fica acordada. Nessa fase, não há mais o que evacuar nem urinar, aliás, a desidratação ocorre justamente pelas diarréias, pois o intestino ainda continua funcionando por um tempo, apenas com líquidos, sem sólidos. A desidratação, aliada à febre alta, vai destruindo, um a um, os órgãos internos. O faminto morre por falência múltipla dos órgãos.


O desespero da fome
Foto: http://4.bp.blogspot.com/_8pA1Vjbr5qM/SSTHRE21EmI/AAAAAAAAACE/xtH9St3W5a4/s400/Fome.bmp


O que acontece durante a falta de água (desidratação)??

Nosso corpo tem cerca de 40 litros de água. Se perdermos de 15% a 20% disso, as células dos tecidos começam a murchar, e o sangue fica viscoso, grosso, dificultando o trabalho do coração. Isso depende das condições físicas de cada um. A isso, seguem tonteiras, fadiga, ausência de urina (o que causa acúmulo de toxinas no corpo e falência dos rins), inconsciência, vômitos, diarréias, pele cinza-azulada, e consequente morte.

*********************


Há tantas outras sensações extremas que eu não gostaria de sentir: ser carbonizado, morrer afogado, ficar sem ar. Mas nenhuma dessas me causa mais pavor do que a idéia de fome e sede, em locais sem recursos. Depois do papo com o velhinho, que com 61 anos ainda tem porte atlético melhor que o meu, que tenho 28 anos apenas. Percebi por quê, antigamente, mesmo tendo-se 5 ou 10 filhos, as famílias viviam melhor: comiam melhor. Trabalhavam para comer. Não havia outros tantos gastos "obrigatórios": internet, roupas novas a cada 3 meses, balada no fim de semana, presentes caros no Natal... As diversões eram as quermesses na Igreja. Namoros eram nas praças, acompanhados de pipoca e guaraná de rolha. Roupas eram feitas pelas mães, que compravam rolos de tecidos e costuravam em máquinas de manivela e pedais. O intercâmbio entre pessoas era por cartas, pelas quais esperavam ansiosamente. Leite não se comprava na padaria, se recebia na porta de casa, em garrafas retornáveis, do leiteiro da rua que criava uma vaquinha no quintal de casa, alimentada todos os dias às 5:30 da manhã.

Basta uma casinha de sapê, somente uma casinha de sapê, para nosso amor crescer...



15 de setembro de 2009

O Homem que atirou os sapatos em Bush filho (de uma...) sai da prisão.

O iraquiano que atirou seus sapatos em George W. Bush, em dezembro do ano passado, foi libertado da prisão nesta terça-feira. Muntadhar al-Zaidi era jornalista da rede de televisão iraquiana Al-Baghdadiya, tem 30 anos e é xiita.

O episódio que o tornou conhecido mundialmente, e que fechou com chave de latão o mandato do presidente Bush, ocorreu durante uma entrevista coletiva deste último e do primeiro ministro iraquiano Nouri al-Maliki.

Como se não bastasse o belíssimo e cinematográfico arremesso de sapato, arrematou enquanto lançava o bólido: "Esse é seu beijo de despedida, cachorro!!". Quem sabe no futuro, ao homenagearem a sublime memória de George W. Bush, o COI torne o arremesso de sapato ao alvo em modalidade olímpica. Sim, porque no Oriente Médio, em vários países e no próprio Iraque, ele é tido por herói?? E porque não um herói olímpico. Todo o espírito olímpico se resume na busca pela liberdade. Isso já é auto-explicativo.

O iraquiano al-Zaidi foi libertado, depois de cumprir 9 meses da pena de 1 ano de prisão, pena essa inicialmente de 3 anos, atenuada por bom comportamento e por seu gesto ter sido justificado como desequilíbrio emocional na ocasião do ato. Ele foi transferido para um outro país da região (não divulgado) para tratamento de feridas causadas por intenso espancamento e torturas diversas, com certeza ordenada por Sua Imbecilidade, George W. Bush.

Mas parece que ele se saiu bem dessa. Seu nome é homenageado pelo mundo afora. Uma das vencedoras premiadas durante o Festival de Cinema de Dubai dedicou seu prêmio a al-Zaidi. Confira aqui.

Além disso, a família de al-Zaidi teria recebido, em favor do jornalista, ofertas de emprego, dinheiro e até propostas de pais querendo lhe dar suas filhas em casamento. Se deu bem!! Mas podia não ter sobrevivido... Mas até jogos na internet e camisetas assinadas por grandes marcas e grifes ele inspirou.

Têm um jogo um pouco idiota que eu achei aqui num jornal de SC, mas que senti um gostinho bom em gastar com ele 2 minutos. Clique para acessar o jogo!!

Fico pensando então. E se transferíssemos esse evento para o Brasil?? Convenhamos: iriam faltar sapatos em Brasília. Mas e se eu atirasse meus sapatos no Sarney?? Ficam algumas questões:

Iriam me devolver os sapatos?
Ganharia um cargo comissionado em algum gabinete da oposição no Congresso??
De cachorro não poderia chamar o Sarney. Seria uma ofensa grave (aos cachorros). Poderia dizer: "Esse é seu beijo de despedida. Pega essa, andorinha!!" Parece uma garça-real o bigode dele!!

Em suma, o que vou ganhar por prestar esse serviço de utilidade à coletividade??
Sim, porque eu também condenaria o iraquiano à prisão, e eu mesmo daria um pau nele!! Não pelo ato em si, mas por ter errado vergonhosamente o alvo. Poxa, a cabeça do Bush era tão grande!!


*******
Fontes:



10 de setembro de 2009

Madrepérola



Um pescador mergulhou em si mesmo:

Foi buscar no leito misterioso do oceano

Uma pérola para sua vida, mas não a esmo,

Pois seu coração é bravo, ainda que insano.


Não levou arpão, não levou nem rede;

Não pensava em comida e não tinha sede.

Pois a pérola lhe ia mudar inteiro o nome,

Que era Ira, mas que com a Alegria agora some.


Lama levantou, e a foi caçar lá no fundo;

Procura mais árdua e intensa não há no mundo.

Mais a ninfa, a nereida, brilhou acima de si:

"Vem, triste pescador, vem a sorrir aqui!!"


Entre soluços e borbulhas, à deriva naquele sorriso,

Trêmulo, mas nadando, se aproximou de improviso.

Ouviu atento: "As pérolas são sorrisos a brilhar

No coração do meu mundo, no coração do teu Mar"!

8 de setembro de 2009

Inveja do Mar

Por querer seguir os passos de seu ídolo, como todo fã, fiz essa poesia para o Carlos Drumond de Andrade. Uma dulcíssima amiga minha, a Syssim, deixou em um de seus posts uma pegada tímida do Drumond. E baseado nessa pegada nasceu essa pérola:



Inveja do Mar

O Mar é tão vasto, imenso, tão pleno,
E suas ondas se agigantam sobre a janela,
Só para mirar em teu ventre, que se desvela
Sob o úmido lençol, já deveras pequeno.

O Amor é tão casto, intenso, tão sereno,
Seus braços nos envolvem em paz mais singela;
Mas precedido pela Paixão, sempre sentinela
De que o Fogo não se nos torne em veneno.

No teu Mar, o meu repasto, puro ou obsceno;
Em tuas ondas me afogas, mesmo à luz de vela.
És Água da Vida, onde a brasa rubra se anela,
Calma, perseverante, ao meu bravio terreno.








6 de setembro de 2009

Pastor João e a Igreja Invisível (Raul Seixas)

Não me entendam mal. Não é que eu queira pegar no pé de alguém (ou de alguns), ainda que alguns deixem o rabo para ser puxado... Às vezes, até eu me entendo mal. Porque será que teria de postar justamente um vídeo com o teor como o desse??

Não sei, mas um fogo abrasador arde em meu peito... Parece que estou escutando uma voz conversando comigo...Deixa eu me concentrar.

...Sim, estou uma escutando uma voz... uma voz soando forte e vigorosa em meus ouvidos....uma presença irresistível. Ela está me profetizando algo.

É minha mulher, me atasanando para postar logo esse vídeo infame e ir ajudá-la a fazer o almoço, pois é domingo e eu não tenho desculpa que estou cansado. É melhor eu ir, antes que, ao invés de fogo do céu e dinheiro, o que é mais difícil, chova panelas na minha cabeça.


4 de setembro de 2009

Ser multado por estar fedendo??

Agora no Havaí, um dos Estados Unidos da América, ninguém mais vai poder esquecer de tomar banho antes de entrar em ônibus. Um projeto de lei da Câmara de Vereadores da capital havaiana, Honolulu, prevê multa de US$ 500 para quem carregar mau cheiro, de qualquer tipo, seja no corpo, roupas, objetos ou animais.

Vereadores havaianos Rod Tam e Nestor Garcia,

autores do projeto de lei.

Já pensou se uma lei como essa entra em vigor em cidades tropicais do Brasil?? Ou até mesmo em cidades mais frias, onde sempre encontramos mulheres que opõem certa resistência a banhos em noites geladas??

Bem, o problema, falando sério, é que essa lei daria margem a interpretações arbitrárias da autoridades. Além do fedor de axila vencida, podemos citar partes baixas em baixa vibração, peixe estragado, chulé, mau hálito (cuidem-se os fumantes ou comedores de alho). Cuidem-se os trabalhadores de abatedouros e os frequentadores de "matéis" sem banheiro.

Mas é claro que essa lei no Brasil não vingaria. Aliás, no Brasil não há lei alguma que vingue, muito menos que "nos vingue". Se abríssemos um precedente a esta Lei, haveria centenas de engravatados em Brasília recorrendo de multas, pelo menos, de terça-feira à quinta-feira. Geralmente, nos finais de ano e em outros dias da semana, não há tantos problemas com mau odor, ainda que permaneçam os respectivos miasmas.


**************

Referência: http://tinyurl.com/r2rwap

2 de setembro de 2009

Campanha "Quebrando o Silêncio" - contra a Pedofilia

Apesar de não participar nem congregar em nenhuma denominação cristã (sou umbandista), também me considero cristão, por acreditar nos valores cristãos e tentar praticá-los no meio onde vivo e atuo. Disse que tento. E, é por isso que, viajando nos posts do diHitt, tomei contato com a Campanha "Quebrando o Silêncio" contra a Pedofilia, propagada por Altemar Rocha e os que assistem seu blog e aceitaram dar uma forcinha nessa causa.



É uma campanha digital na blogosfera que pretende atingir e conscientizar milhares, quem sabe milhões de internautas acerca desse grande câncer social (entre vários que carcomem nossa sociedade), internautas que são pais, amigos e as crianças e adolescentes que se iniciam na navegação internáutica, que pode ser tão edificante como perigosa.

Hoje, os criminosos, com a mente subvertida por seus instintos doentios, se valem da impunidade para continuarem a atuar, por meio das redes sociais (Orkut, diHitt, Myspace, etc.) e MSN, aliciando milhares de crianças e adolescentes para a pouca-vergonha, pornografia e, em muitos casos, levando-os sequestrados com a promessa de uma "vida melhor" (leia-se prostituição) em outros lugares, às vezes até no estrangeiro.

Mas a Polícia Federal está encima, pelo menos encima dos pedófilos de meia-pataca. Pois os políticos e empresários influentes que aliciam menores para orgias particulares nem são incomodados. Ao contrário, são protegidos pelas "otoridadi". Mas nós estamos de olho. Vamos caçar e intimidar esse pessoal via Orkut e MSN!! Estamos de olho.

Sabemos que o abuso sexual, ou melhor, estupro, causam marcas indeléveis na personalidade dessas crianças, até mesmo depois de adultas, como problemas de relacionamento, dificuldades sexuais, problemas psiquiátricos (histeria, esquizofrenia, bipolaridade, síndrome do pânico). Mesmo quando já adolescente, a simples iniciação sexual precoce já traz muitos problemas: gravidez não-planejada, perda da inocência, desânimo, envolvimento com drogas através de más companhias, etc.

Precisamos denunciar!! Precisamos fazer alguma coisa!! Perseguir esses caras até que não ousem sair de casa nem ligar o computador para seduzir menores de idade.

Disque-Denúncia contra a Pedofilia (ligação gratuita em todo o Brasil):

Ligue 100


Ou contate o Conselho Tutelar mais próximo.
Outros links da campanha:

Extinção da Taxa de Assinatura telefônica: é possível??

Muitos blogonautas e blogueiros vão responder:

- Sim, nós já estamos a par do Projeto de Lei nº 5476, que tramita na Câmara dos Deputados e que trata do cancelamento da taxa de assinatura mensal dos telefones.

Mas será que o resto do Brasil (imensa maioria) já sabe também?? Claro, os meios de comunicação de massa (TV, jornais e revistas) não divulgam por ir contra os interesses de grandes patrocinadores seus. Bem conveniente.

Se aprovado, esse projeto de lei pode acabar de vez com a assinatura mensal dos telefones, ficando a ser pagas somentes as ligações efetuadas, ou seja, por consumo absoluto de cada linha. Obviamente, e eu já prevejo, que os minutos ficariam bem mais caros. Mas acho que seria ótimo, pois ainda assim teríamos uma guerra ou competição no mercado de telefonia pelos consumidores. Isso se o cartel ou monopólio não ameaçar a sadia competição de livre mercado.

Há um jeito simples e gratuito de todos os brasileiros contribuírem para pressionar pela aprovação do projeto, mesmo que alguns deputados sem-cérebro e sem-vergonha digam que estão se lixando para a opinião pública. Os mais espertos e previdentes sabem que precisam, pelo menos a curto prazo (para 2010) do apoio da opinião pública.

A forma de contribuirmos todos para mudar essa situação e economizar bons trocados a cada ano é ligar, de 2ª a 6ª feira, das 8 horas às 20 horas, para o número:

0800-619619

Espere para falar com uma atendente. Diga que é para votar a favor do cancelamento da taxa de telefone fixo. O Projeto de Lei é o de nº 5476.Eles não sabem até quando vai a votação. INTERESSE DE TODOS: cancelar a taxa do telefone.

*************************

Este artigo é uma contribuição a uma notícia enviada ao diHitt pela amiga Zanaboni, constante também em seu blog.