Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2009

Difícil Encontro

Jazem na carne imberbe da Natureza,
De um quinhão escondido e guardado,
Suas linhas florais, proibidas e prometidas,
Seus gritos vermelhos de Cravo, ao Céu de Afrodite...
Antes que o Amor passe, chora, range, se rende!!


Sempre distante, brava, com espinhos que se eriçam..
 - Vai-te, Rosa, a perfumar o sonho rubro!! Apressa-te!!
A ágata em flor se ergue, bravia, olhar tórrido,
Para tuas sedas vermelhas, carinhos em cascata.
Somente o vento pode uní-los, é fato
Que a dor é santa, e furiosa a brasa da Paixão...

Reescrevendo a História: Des-cobrimento do Brasil.

Como mais uma criança (e ainda sou uma Criança Grande), eu gostava de simular o que teria acontecido em uma história se essa mesma história não tivesse acontecido de tal maneira. Escrevia, simulava, abstría sobre como ocrreriam as coisas de uma outra maneira, assim como fantasiá-las.

Costumava brincar de repórter e correspondente internacional em fatos importantes. Como seriam as coberturas jornalísticas de fatos como ...??

*******************************



Des-cobrimento do Brasil (reportagem exclusiva do Jornal Nacional  de 22/04/1500):

"Por imagens de uma câmera escondida, flagramos a chegada de uma comitiva de portugueses sem-terra, seguida de uma negociação suspeita com índios nessa praia da Bahia. Percebemos, pelas imagens, que os suspeitos parecem esconder algo por dentro da roupa, já que o calor é infernal e considerando não haver água num veículo a vela como aqueles usados pelos estrangeiros.


A tal comitiva, transportada em três veículos toscos,  à vela, aparentemente sem hig…

Guiado pela Estrela!!

"... e nenhum dos fios de vossa cabeça cairá sem que o Pai o permita!"
(Mateus 10,29)
Um dia desses, estávamos eu e a Joici falando acerca de coisas cotidianas, quando ela proferiu algo que somente hoje me fez lembrar de algo espetacular que me aconteceu há alguns meses atrás. Ela disse, simplesmente:

"Não atropele o Tempo!! O que tiver de ser, será... simplesmente será!!"

No dia 20 de julho desse mesmo ano, recebi em casa a carta da Prefeitura de Biguaçu (SC), me convocando para tomar posse do cargo de escriturário, no qual me encontro hoje. Trabalhava na Oi na época, e tive de correr atrás de toda a documentação necessária para completar o processo de admissão, mesmo durante o mês de aviso prévio, que imediatamente iniciei. Todas as atrapalhações possíveis ocorreram, desde o ônibus quebrar no meio do caminho meia hora antes de fechar o expediente da prefeitura, em dado dia, até o médico da perícia, que avaliaria meus exames de rotina (sou diabético), pegar virose e …

"Com-puta-dor" de cabeça...

Nunca pensei que trocar de computador fosse tão problemático!! Traumático mesmo!! Mesmo porque, até ontem, só tinha tido um!! O drama começa por optar comprar montado, em alguma loja especializada, ou numa grande loja de varejo, ou mesmo em alguma rede de lojas virtuais.

Na primeira opção, em algo que eu chamo de "buffet de configuração", você pode escolher exatamente os recursos que deseja ter em sua máquina, pensando sempre nas suas possibilidades de pagamento. Ou você escolhe o que quer, ou você escolhe o que pode pagar. Raramente, você  consegue reunir as duas condições.

Na segunda opção, nas lojas de varejo e nas virtuais, grandes ou não, as condições de pagamento são convidativas, principalmente para quem tem cartão de crédito com um bom limite, podendo comprar em até 12 vezes sem juros. Mas aí, você nem sempre encontra o que quer. E foi aí que me dei mal...

Comprei o meu em 12 vezes sem juros. Uma baita máquna. E as duas condições estavam sendo satisfeitas... mas não pe…

Como areia por entre os dedos ou seria Circo Voador??

De umas semanas para cá, um assunto vem me incomodando, uns pensamentos, mas não sabia se seria bom postar. Algumas vezes, as coisas acontecem em nossa vida, de tal maneira, que sentimos absoluta impotência frente a eles, como se fossem areia escorrendo por entre os dedos. Falta total de controle!!
Eu bem poderia, para mascarar a situação que vivo agora, dar como exemplos fatos simples e infantis. E todos fazemos isso: escondemos o sol com a peneira para não nos lembrarmos da tragicomédia que é ter livre-arbítrio e, muitas vezes, estar preso por cinrcunstâncias, no mais das vezes, resultados de escolhas anteriores.



Houve uma vez que essa areia escorreu entre os dedos, e deixei, deliberadamente ela se ir. Eu namorava uma menina da minha cidade, em 2005. Eu saí uma noite para encontrar os amigos num bar e beber uns bons goles de vinho. Eu era fiel (acreditem, a Zorra Total é no sábado!!). Mas pareceu, até que os demoniozinhos da minha Consciência não sabiam disso. Dei com os burros n'…