Pular para o conteúdo principal

"Com-puta-dor" de cabeça...

Nunca pensei que trocar de computador fosse tão problemático!! Traumático mesmo!! Mesmo porque, até ontem, só tinha tido um!! O drama começa por optar comprar montado, em alguma loja especializada, ou numa grande loja de varejo, ou mesmo em alguma rede de lojas virtuais.

Na primeira opção, em algo que eu chamo de "buffet de configuração", você pode escolher exatamente os recursos que deseja ter em sua máquina, pensando sempre nas suas possibilidades de pagamento. Ou você escolhe o que quer, ou você escolhe o que pode pagar. Raramente, você  consegue reunir as duas condições.

Na segunda opção, nas lojas de varejo e nas virtuais, grandes ou não, as condições de pagamento são convidativas, principalmente para quem tem cartão de crédito com um bom limite, podendo comprar em até 12 vezes sem juros. Mas aí, você nem sempre encontra o que quer. E foi aí que me dei mal...

Comprei o meu em 12 vezes sem juros. Uma baita máquna. E as duas condições estavam sendo satisfeitas... mas não pensei que iria me incomodar com uma coisa aparentemente simples, que me revoltou: vinha com Ubuntu (sistema operacional nos moldes do Linux) instalado.

Aí é que começou o meu drama. Três dias em que fiquei noites em claro, pra resolver as "cositas más" que o novo PC me trouxe, além de ficar com-puta-dor de cabeça.

  • O Ubuntu, apesar de ser um sistema operacional de código aberto (editável, diferente do Windows) e gratuito, veio travado em muitas cosas.
  • Não permitia exibir vídeos do Youtube, pois o plug-in para exibição de vídeos em flash não funcionava corretamente.
  • O player Amarok (uma ferramentazinha tosca) não reconhecia nem CD de música, nem a pau!! Nem fu........!!
  • Obviamente, era impossível baixar o Internet Explorer como alternativa ao Mozilla Firefox!!
  • E, por fim, o que mais me causou aborrecimentos (estava a ponto de sumir!!): quando baixei o arquivo formatador, fornecido pela fabricante, e fui rodar ele pelo CD, direto no carregamento do sistema, o Ubuntu (rima com tanta coisa feia!!) bloqueava a formatação, emitindo uma mensagem de erro "3720 - logic error", um tipo de bloqueio de fábrica. Conclusão: eu estava refém de um sistema vagabundo e esculhambado, que de atraente só tem a segurança. Não poderia usar mais nenhum sistema operacional no computador que eu mesmo comprei.
  • Um sistema operacional gratuito que bloqueava um sistema pago (Windows 7, que não paguei, mas...). Tive que recorrer ao que eu me recusava a fazer: pagar para alguém formatar (de que jeito eu não sei) o PC e instalar o Windows 7. Tudo isso, acho eu, para agradar as lojas de assistência técnica.




Depois disso tudo, acho que vou parar um pouco de descer a lenha no Windows. O Windows pode ser tudo, chato, sem segurança, mas pelo menos não bloqueia a instalação de outros sistemas operacionais.

Se isso foi um teste da vida, acho que me saí bem. Afinal, os copos aqui de casa continuam no lugar. Entre móveis e pratos, salvaram-se todos!!

Postagens mais visitadas deste blog

Greenpeace e LBV: Mercantilismo no Terceiro Setor

Com quase toda certeza, você já ouviu falar ou leu acerca do Greenpeace e da LBV, certo? Mas, você conhece, a fundo, a forma com a qual eles trabalham fora da mídia?
Com a tal onda de ativismo socio-ecológico e a ilusão de que poderíamos mudar o mundo político através da Internet, instituições como o Greenpeace e a LBV começaram a ganhar ainda mais espaço do que jamais suas imagens na mídia tinham conseguido. Com o advento da ditadura das redes sociais sobre a Consciência das pessoas, recriando modas, mudando a linguagem na comunicação, o que mais se fortaleceu foi o alcance dos instrumentos de marketing global dessas instituições, não a Conscientização dos seres humanos.  
E sabem por quê? Porque as cúpulas dirigentes dessas instituições dependem, em maior grau, do poder que o dinheiro proporciona à sanha do egoísmo, em consonância com os ditames de uma elite globalmente dominante. Sabem, também, que a maioria dos seres humanos não pensa, não raciocina, nem questiona, mas apenas reage …

Chico Anysio e a Velha Puta

Nesse dia, após sua partida deste Mundo, vamos relembrar e celebrar a inteligência e a acidez desse que foi o maior humorista brasileiro, Chico Anysio. Vá em Paz e obrigado pelo legado de sua Obra!



Mataram meu gato!!

Esse é, verdadeiramente, um diesirae, um Dia de Ira. Triste também, mas sobretudo revoltante. De onde surge um ser, que se diz pensante, e mata, covardemente, um ser indefeso, um gato que não fazia mal a ninguém. Se ele mata um ser inocente, o que diria ele que fizéssemos a um ser culpado como ele??

Mataram meu gato!! Envenenaram meu gato!! Acordei, e lá estava ele, imóvel. Nessas horas, vejo que, mesmo que perdoássemos tais elementos, eles não seriam dignos de tal indulgência. Quem deveria estar morto era o covarde que fez isso, e não a pobre criatura, que não pedia mais do que água, comida e um lugar para dormir. É o terceiro gato que perco envenenado aqui, onde eu moro. Mas eu vou descobrir, e quando eu descobrir... ah! quando eu descobrir!!

Nessas horas é que duvido que o perdão valha de algo!! Pois o que está feito, está feito. Há que haver reparação!! Se não houver, esse filho-da-puta vai ficar me devendo essa conta. Aceitar tudo pacientemente, dar a outra face ao tápa ignóbil é c…