Pular para o conteúdo principal

Viagem e Transformação de Um Coração Sedentário

Desde criança, sempre me chamaram a atenção as estórias e histórias que contavam as peripécias e aventuras de corações ávidos, ora por aventuras, ora por transformações. Lá se vão os anos em que lia, com sofreguidão, os feitos de Dom Quixote e outros cavaleiros apaixonados, as façanhas de heróis míticos, os sacrifícios de deuses desapegados, etc.

Sabendo que já se amainaram bastante meus instintos de caçador de aventuras e se aproximam, a longas passadas, os tempos de peregrino em busca de uma tal Pedra Filosofal (o fruto dos sonhos, o "tesouro do coração", do qual contava Jesus), meu Pássaro Cardíaco (o Coração de Ebrael) hoje busca a transformação ou enriquecimento do que já estava por revelar-se: o Caminho, ou meu Destino.

Minha Vida é muito boa sim, não nego. Em meio a rotina tranquila, agora com uma colocação profissional estável, embora estressante, um homem não pediria muito mais do que tenho para ser feliz. Mas, lá no fundo, o homem de longas madeixas louras, que um dia me disse em sonho que eu lhe seria "por semente", soprava em meus ouvidos que ainda faltava algo. Faltava o principal: meus sonhos, que acalento desde longa data. "Falta-lhe trilhar o Caminho de Ouro de sua Vida, Ebrael! Falta-lhe encontrar o Coração que te leve ao longo e tortuoso Caminho de sua Realização" - insinuava ele.

Minha Realização pode simplesmente residir em ser, quem sabe, um pai de família, um servidor do povo, um homem honesto que dê bons exemplos aos seus, etc. Assim são as pedras na beira da praia, com sua grave posição e suas funções de harmonização e coesão do ambiente fluído das orlas. Mas, sempre, meus amigos e amigas, sempre haverá as pedras que "choram sozinhas no mesmo lugar", parafraseando Raul Seixas. Sempre haverá cometas e estrelas errantes em todos os sistemas solares, compostos de sóis em evidência e elementos a lhes orbitarem, inflexíveis, em uma dança, por vezes harmônica, por vezes patética. Sempre haverá pessoas que rasguem em pedaços as cartilhas do "bom viver" em prol da Liberdade irrestrita das Estrelas.

Crônicas, Lagoa da Conceição
Até logo, Floripa!! Aí vou eu, CCP!!


A última Viagem, que fiz a Minas Gerais, me levou de encontro a essa nuvem que dá nascimento aos cometas, que gestam sonhos, que fazem colidir emoções essenciais que as pessoas esquecem em favor de sua órbita perfeita da vida corrente e em prejuízo da sua Consciência como ser autônomo e incondicionado. Trilhei por paralelepípedos de pedras de outras terras, me alimentei de peixes de águas doces e emoções ainda mais doces. Tudo em tudo, o longínquo, agora, circulando em meu sangue. Olhos que me olhavam estáticos a me esquadrinhar a boca. O Tempo parou, a Vida andou e percorreu minha pele. A Vida me descobriu e meu Bem era, a partir de então algo plenamente vivo, uma essência plena de lágrimas transformadoras, de bálsamos melíferos. Meu Chá com Pêssegos, símbolo de minha Delícia mais íntima, de meu prazer mais incólume, agora se personificava em uma substância que se movia e respirava.






Redenção ou pecado?? Sonhos ou ilusões?? Tudo transformado em um coração recém-nascido, gestado já há algum tempo, de colisões desastrosas da Vida, alheio à Vida comum do Universo matemático das contas a pagar e do horário de apagar a última lâmpada. Nascimento de um sentimento, gestação de sonhos, morte e regeneração de Corações sedentários, borbulhar vulcânico de um sangue já quase coagulado.

Tudo junto e misturado!!

Postagens mais visitadas deste blog

Greenpeace e LBV: Mercantilismo no Terceiro Setor

Com quase toda certeza, você já ouviu falar ou leu acerca do Greenpeace e da LBV, certo? Mas, você conhece, a fundo, a forma com a qual eles trabalham fora da mídia?
Com a tal onda de ativismo socio-ecológico e a ilusão de que poderíamos mudar o mundo político através da Internet, instituições como o Greenpeace e a LBV começaram a ganhar ainda mais espaço do que jamais suas imagens na mídia tinham conseguido. Com o advento da ditadura das redes sociais sobre a Consciência das pessoas, recriando modas, mudando a linguagem na comunicação, o que mais se fortaleceu foi o alcance dos instrumentos de marketing global dessas instituições, não a Conscientização dos seres humanos.  
E sabem por quê? Porque as cúpulas dirigentes dessas instituições dependem, em maior grau, do poder que o dinheiro proporciona à sanha do egoísmo, em consonância com os ditames de uma elite globalmente dominante. Sabem, também, que a maioria dos seres humanos não pensa, não raciocina, nem questiona, mas apenas reage …

Chico Anysio e a Velha Puta

Nesse dia, após sua partida deste Mundo, vamos relembrar e celebrar a inteligência e a acidez desse que foi o maior humorista brasileiro, Chico Anysio. Vá em Paz e obrigado pelo legado de sua Obra!



2012: Maias, Nostradamus e Nibiru

Sou mesmo muito curioso e atraído irresistivelmente para os mistérios que se me apresentam às vistas. Quando eu era criança, depois das aulas de Ciências, chegava da escola pra pesquisar como poderiam as formigas serem mais organizadas que os seres humanos em sua mini-sociedade. Como as abelhas determinavam quando ocupar uma área, criar ou abandonar uma colméia? Como poderia o ar, algo invisível, derrubar torres de energia e ainda as manifestações mediúnicas serem relegadas ao campo das superstições pela Ciência empirica e caolha?
Isso tudo me assombrava quando criança, e o cientista maluco mirim aqui era deixado de lado pelos covis dos populares no Colégio. Perguntavam-se como poderia um garoto de 10 anos de idade preferir jogar "futebol" com um frasco vazio de vinagre por tardes inteiras a juntar-se às algazarras dos campos de várzea? Não era por demasiado orgulho, embora este sobressaísse; era por saber que nosso tempo é mais útil se usado para nosso desenvolvimento inte…