31 de agosto de 2009

Saudades da minha infância

Pode até parecer que não cresci ainda, estando eu para completar 29 anos encima da terra. Mas não renego meu instinto saudosista: como muitas coisas da minha infância, que foi ótima, graças a Deus e minha mãe, sinto muitas saudades dos desenhos que eu assitia. Através deles, de certa forma, aprendemos a conhecer a vida, e nos damos conta dos assuntos sérios do mundo lá fora por uma linguagem como que lúdica, suave.

Creio que muitas pessoas que assistirem esses vídeos vão lembrar deles, de alguns ao menos.



O que fazer quando se está gripado??

Algumas pessoas ficavam, na rua, na vizinhança, no trabalho, me perguntando se, com essa onda de gripes novas no mercado, não tinha ficado doente ainda. Isso me deixava puto da cara. Por que não perguntam se estou ganhando mais, se comprei um carro novo ou acertei na mega-sena?? Está certo: não ganhei nada disso, mas a intenção da pergunta já revelaria o desejo de coisas boas, certo?

Mas, para aqueles que adoram ver os outros derrubados ou que simplesmente nutrem uma curiosidade incômoda pela vida alheia, digo eu: estou gripado pela segunda vez este mês!! Creio eu que não seja gripe A (H1N1). Acho que não estaria, belo e formoso, blogando neste momento se esse fosse o caso. Até porque receio que seja apenas a volta da gripe anterior, talvez mal curada. E como sobrevivi à última...

Ontem, no banheiro, me perguntaram porque eu estava rouco. Quase que respondi que era pelos meus muitos shows no exterior, que Elvis Presley também fica rouco. Bem, trabalhando num call-center, com um condicionador de ar açoitando minha nuca e visivelmente com o nariz congestionado, já era para alguém perceber, não é mesmo?!? Senti um calafrio nessa hora, como se o Francisco Milani estivesse para incorporar em mim na pessoa do "Saraiva".

- Pergunta idiota, tolerância zero!!

Parece que tudo realmente perde o sabor quando estamos gripados, e o cheiro também. Sabemos que o paladar e o olfato estão irremediavelmente casados por toda a eternidade. Mas parece que tudo o mais na vida perde não só o sabor e o aroma, mas as cores também. Toda pergunta idiota, como a que eu relatei, ficam maos intoleráveis, tudo nos irrita. A falta de ar e o peito congestionado é que nos impede de cometer um ato terrorista contra o filho do vizinho que joga papel de bala dentro do seu terreno, por cima do muro.

Eu disse àquele colega de trabalho que eu estava gripado. Ele me disse, com a maior naturalidade: "É bom pra você!! Mete um atestado e são alguns dias em casa 'de boa'!!" Esse meu colega que quer ver o cara melhorar de vida.

Mas, e se voltar a tirar alguns dias de atestado médico?? O que se tem de bom para fazer quando estamos "de molho"?? São várias alternativas, apesar de saber que são limitadas ao aconchego do lar. Pôr os blogs em dia, visitar os amigos blogueiros que estão lá, sentindo a nossa falta. Baixar os episódios mais antigos de Os Smurffs e dos Gummies. Se entupir de salgadinhos; afinal, salgados abrem o apetite. Esgotar aquele desejo íntimo de dormir até meio-dia sem remorsos nem obrigações para com o despertador. Arrumar as suas roupas e caçar lotes de meias perdidas debaixo da sua cama. Voltar a lavar a louça.

No momento, me preparo para ir trabalhar, ainda que doente. Amanhã, se decidir assim, posso até tirar um atestado, se estiver afônico. Afinal, nunca soube de um operador de teleatendimento que fosse mudo ou afônico. Mas trabalho no call-center somente até dia 10/09. Depois disso, o serviço público e suas delícias implícitas estarão me recebendo em seu regaço generoso.

22 de agosto de 2009

O doce sono do Guerreiro...

Todos nós temos, ou achamos que temos, algo de grande a fazer na vida. Às vezes, isso pode não ser lá grande coisa para algumas pessoas ou para nós mesmos. Não importa o que seja, mas desde que seja algo que exercite nossas habilidades ou nos faça aprender a podar nossos defeitos, é valido, então.

Com o tempo, aprendi porque as pessoas reclamam tanto depois de terem conseguido o que diziam querer. É porque não descansam. Mas como assim? Viciam em conquistas e esquecem de aproveitar o que conquistaram antes. Trata-se da ânsia (chamo de vício) de querer conseguir mais e mais, uns com a desculpa de garantir o que já tem, outros com o pretexto de que não sabem viver sem batalhas e lutas.

Mas à medida em que não aproveitam para curtir o pouco que conquistam e conhecer verdadeiramente a importância de uma única vitória acabam por tornarem-se pessoas escravas de uma guerra sem fim. Quando se dão conta, já se afastaram de tudo aquilo que sonharam quando eram inocentes, crianças, sonhadoras. Os sonhos de adultos são outros, mas no começo são sempre simples, seja lá o que for, casa, carro, estabilidade financeira, um mestrado, um cargo,uma família, um Amor... Mas aí nossa atenção vai se voltando para outras coisas distantes disso tudo. Vamos desejando coisas desnecessárias e perdendo o foco do que é essencialmente singelo, gastando, em vão, nossas energias.

A vida é simples. Os mecanismos que a tornam possível parecem complicados. Apenas parecem. Não entendíamos, quando crianças, como o avião voava. Mas um técnico adulto tem essas respostas na ponta da língua e as dá com uma frase apenas!! E a felicidade? Porque achamos difícil sermos felizes?? Não somos felizes porque não vivemos nossa realidade essencial. O que é preciso para manter uma boa saúde?? Refeições balanceadas e exercícios regulares. Mas pelo meu emprego, posso ficar sem comer e abdico do lazer com minha família em troca de uma cargo mais "importante". O que é preciso para sermos felizes no Amor?? Amar, dar atenção, respeito, carinho. "Ahhh, mas eu já faço tudo, dou tudo e mais um pouco para minha casa!" Para a casa sim, mas e para o seu Amor?

Lutas sem fim, complicações sem fim, desejos sem fim, nunca por completo realizados. Porque será que um discurso pela Amazônia não seria mais atraente que uma charge de três quadrinhos com uma dúzia de palavras?? Porque não é tão simples, e o que é simples diz tudo, e o que é complicado é a tentativa de ser simples fazendo os outros cansarem, dormirem.

Por que será que o pastor da parábola foi atrás da ovelha perdida, deixando as outras 99 sozinhas?? Porque a ovelha perdida era a miniatura simples das outras 99 reunidas. E as 99 reunidas não eram mais que um sinal de que uma estava faltando. Buscamos no que é excessivo o que é simples. A ânsia dos excessos de toda ordem em nossa vida nada mais são que sinais de que procuramos com mais intensidade o que é simples sem, no entanto, ter sucesso na busca.

Me vejo, depois de tantas buscas, deitado na relva verde, no colo do meu Amor. É outono, 3 horas da tarde. Uma leve brisa do Sul faz meus olhos lacrimejarem de um sono gostoso. Olho para o Céu e me lembro das coisas simples e gostosas da infância.

Jogar bola até as 7 da noite e voltar descalço, sujo, com a cara cheia de poeira e sem camisa para casa. Dançar lambada e deixar a menina que eu não gostava cair em público no concurso da escola. Viajar sozinho com 12 anos para ir visitar meu pai, escondido, e sentir o primeiro ar da Liberdade. A minha primeira bicicleta e a noite que passei em claro esperando meu pai trazê-la na manhã de Natal. Dormir depois do almoço aos sábados, na cama de cima do beliche, do lado da janela, com o vento sul acariciando meu rosto e as árvores cantando uma melodia monótona e sonolenta.

Isso são coisas que me fazem feliz, pois foram e ainda são (na memória) essenciais para mim. Essenciais como os sonhos, como a capacidade de imaginar um mundo novo lá fora, amanhã, depois de amanhã ou ano que vem. Essenciais como todas as primeiras vezes, como o número 1 para a matemática. Sem ele não existiria o 2 e nada mais. Simples como um barco de papel ou um castelo na areia. Efêmeros, mas inesquecíveis, enquanto outras coisas mais duradouras nos perseguem como pesadelos, como impostos, como políticos em época de eleições.


20 de agosto de 2009

E ainda me perguntam porquê EU VOTO NULO...

Depois do que fiquei sabendo ontem, de que os "nobres" senadores acobertaram o seu "nobre" presidente, o Sarney, cai no fosso da desesperança, junto com todos os brasileiros de boa-fé, como se tivesse se esvaído a última esperança de salvação de alguma coisa. Me lembro daquele filme, o Independence Day, quando a humanidade lutava contra invasores ETs que vinham só para sugar os recursos do planeta... e aí quando eles dominaram tudo, as pessoas se amontoava, sem mais esperanças.

Acho que as pessoas decentes desse país se sentiram assim ontem. E os que o defenderam, tanto os senadores, como já esperado, e também os zumbis que o apóiam no Nordeste, se regozijaram pela conquista do Planeta "Brasil". Acho isso tudo dantesco... dantesco é o adjetivo correto. Chegamos ao 9º inferno de Dante.




Por isso EU VOTO NULO. Não há como votar em alguém nesse país. Se o partido dito dos trabalhadores, que deveria defender a ética e a honestidade, defende as elites e seus patéticos representantes!! Não há em quem votar!! O Judiciário aceita o que o Sarney manda e censura meios de comunicação. As denúncias mais sérias e graves sequer são apuradas.

Pessoas me acusam de desperdiçar meu voto, que tanto sacrifício custou para conquistar. Mas votar em alguém para um cargo representativo deve ser uma voto de confiança. E o que fazer se naõ confio em ninguém?? Ninguém é digno do meu voto.

" Ahhh, então vota no menos pior!!". Mas isso é ser desonesto com o país e ser irresponsável com o destino. É não respeitar a consciência.

Democracia é o poder do povo, e pelo povo. Deveríamos escolher nossos representantes. Por isso a DEMOCRACIA É UMA FRAUDE nesse país. Não escolhemos ninguém. Apenas optamos entre os que elegeram para nosso cardápio de candidatos. E nesse cardápio de candidatos somente entram os que interessam a alguns endinheirados, apenas os que passam pela prova da lealdade para com os "donos do restaurante Corrupção". Candidatos honestos, que não são "ajudados" pelos Irmãos da Corrupção, não vão muito longe, são cortados pela raiz.

17 de agosto de 2009

Cresce o movimento "Fora Sarney" na Internet

Bem, quem me conhece e conhece minha língua e dedos ácidos deve adivinhar que sou totalmente fã desse movimento. Não defendo o partido A ou B, até porque sou apartidário e apolítico, considerando a máfia que são todos os partidos, a escola do crime refinado que é a política brasileira e o Mercadão que virou os Poderes Federal, estaduais e municipais desses país. Vou à carga junto com esse movimento porque o Sarney se fez em Judas Maior do momento, em bola-7, em senhor da Berlinda, achando que vai sobreviver a mais esse terremoto

Não a mídia, mas o cheiro de enxofre que é exalado por todos lados do meio político, é isso que me faz dizer que é desnecessário descrever a ficha do "elemento".
Quero ver esse cara fora!! Espero não ver mais, dentro em breve, o toldo de charuto, ou melhor, o bigode sarneióide na política brasileira. A situação está já insustentável. Como disse antes, o Congresso é uma Bolsa de Valores Escusos, um grande Mercadão, onde se compram e vendem os impostos e verbas. Não há mais chance para a restauração da credibilidade dessas instituições...

Na internet e nas ruas crescem os movimentos pela renúncia desse personagem deprimente e ridículo, que pensa tratar e falar na tribuna como se no quintal de casa. No Twitter, temos a campanha #forasarney. Tem inúmeros blogs e colaboradores no meio virtual engajados nessa campanha também. Junto desses, e a partir deles, são organizados manifestações e protestos por todo o país, nas ruas e nas instituições de ensino. Um blog especial foi criado para ajudar a coordenar essas campanha e noticiá-las. É o Fora Sarney.

Participe desses movimentos, caso você sinta que deve expressar sua opinião, principalmente se for de indignação, de civismo e patriotismo feridos. Coloque links, Escreva posts. Divulgue selos. Use seu poder de comunicação, enquanto também esse não nos é censurado e tolhido.



*******

Fontes:

http://blogs.abril.com.br/blogdojj/2009/07/movimento-fora-sarney-se-multiplica-na-web.html

http://www.forasarney.com/

15 de agosto de 2009

Os Amores e a diferença de idades

Ontem soube que uma amiga minha de 23 anos estava namorando seriamente com um homem bem mais velho que ela. Não o conheço pessoalmente, por isso não posso dizer o que acho dele. Mas, no caso dela, acho que pode ser uma boa experiência de vida. Quem sabe se não?!

Também sou da opinião de que o Amor não tem idade, e que a mesma não seja um distintivo para dizer se será bom ou não. O que importa é o caráter, a sinceridade e a vontade de os dois estarem juntos realmente. É claro, o mais novo, por causa da natureza, tende a ser mais voluntarioso, ciumento, imaturo. Mas isso pode variar. Cada caso é um caso.

Mas o que pode atrapalhar num relacionamento com diferença de idades?? Bem, geralmente pessoas de idades diferentes não estão esperando a mesma coisa da vida. Geralmente, quem é mais maduro espera uma relação mais tranquila, sem muitos sobressaltos. As aventuras, para pessoas assim, tendem a ser, no máximo, esporádicas. Já sabem, na maioria das vezes, o que querem da vida (profissional, pessoal, etc.). As pessoas mais jovens, no entanto, querem tudo da vida, e ao mesmo tempo, nenhum compromisso. Querem tudo, mas não querem nada também! As aventuras e o insólito tendem a ser o alvo de suas esperanças imediatistas, pois a Natureza os infla de energia irresistível.

O sexo, para os mais jovens, consiste naquele egoísmo pelo prazer, e o céu é o limite!! Para a maturidade, o sexo é mais cumplicidade, a certeza e a segurança de que a outra pessoa está com você mesmo, e o prazer advém de corpos já completos. O sexo e o Amor na maturidade são já translúcidos; na juventude, é mais fogo-de-palha!!

Essas pequenas diferenças características podem atrapalhar, e muito, os relacionamentos de pessoas de idades diferentes. Nem em relação a um ou outro, essas características podem ser taxadas de defeitos. São, apenas, inerentes àquela idade.

E mais que idade biológica, a "idade" é um estado de espírito. Conheço um casal de velhinhos aqui da rua, e principalmente a velhinha que já tem 91 anos, que fazem um barulhão todas as noites que chegam do baile. E demoram a sossegar. Esses dias, passando à noite pela frente da casa deles, chegando do trabalho, escutava ruídos desesperados vindos do quarto deles, que fica na parte da frente da casa.

Mas me lembrei de algo interessante da minha adolescência: era apaixonado (sentia um baita tesão mesmo!!) pela minha professora de Geografia. É aquela coisa: Quem é mais jovem quer alguém mais experiente para lhe ensinar as "coisas da vida", e quem é mais maduro quer os mais inocentes para lhes passar segredos de Anatomia e Ciências...

10 de agosto de 2009

A Vida, Eu, Você, Agora!! (La Vita è adesso - Renato Russo)

O som do relógio agita o ar da sala:
São 9 horas, pausa para o café.
São 12 horas, espio minha escala
Acabo almoçando novamente de pé.

Há 5 anos que juntos acordamos,
Há 5 meses nos vemos ao dormir.
Há 5 dias que não te faço sentir
A mim mesmo. Nos indagamos:

Quanta vida passou?? Quantos ventos
Açoitaram meu corpo, indomável,
Provado pelo tempo e ressentimentos??

Mágoa secreta, olhamos atentos:
Se vês, por fim, que viver é inevitável
Que seja agora, pois o agora é ponderável.

9 de agosto de 2009

Ser Pai é...


É conduzir com segurança, ainda que encima de uma corda-bamba.
É ser corajoso, ainda que o coração espasme de medo.
É a palavra de autoridade, falada ao ouvido, ecoando no coração durante décadas, tal como um dogma.

Asas de cêra



Desperto, tento raciocinar, então me belisco.

As miragens estão lá?? Me comove o coração.

Tontura nos olhos, fogo na alma, cedo ao risco.

Atração humana pelo sonho me deixou sem chão.


É o que se quer sempre: chegar ao céu,

Paraíso esse da alma e do corpo ao léu.

Como Ícaro vôou, apaixonado pelo calor,

O homem se eleva, sublimado, pelo Amor.


Tão efêmeras as asas de cêra, que se desfazem

No ato de dormir ou acordar, agonia!!

Cair onde os amantes pra sempre jazem,


Onde os amantes lutam por sua fantasia.

Acordar para os sonhos, como a chuva que estia,

Ou sonhar com a vertigem, que as rosas lhes trazem??

4 de agosto de 2009

Intercâmbio (para Val Du)


Os posts da Val Du me excitam a imaginação. São posts quase sempre simples, com poucas palavras. Mas são palavras que me tocam como a um sino. E como, ainda que eu fosse um sino que retine, sem Amor eu nada seria, gerei essa pequena criança:




Beleza harmônica,

Harmonia das formas,

Formas de vida,

Vidas eternas e passageiras.



Passagens pelo mundo,

Mundo que passa,

Que passa em nós,

E nós nos outros.



Um em Um,

Um pouco no muito,

Proporções iguais,

Harmonia dos opostos.

2 de agosto de 2009

Amor sob Vontade (Quero seu Amor - Kim)

Uma frase me intriga até hoje, apesar de simples. Não só a mim, mas a muita gente que já leu Aleister Crowley:

O Amor é a Lei, o Amor sob
Vontade.

O significado profundo desta famosa sentença pode estar bem longe do teor desse post, mas ajudaria a abstrair o tema em si.

Muitas pessoas dizem buscar o (um) Amor para sua vida, mas estando aparentemente trilhando um caminho que não favorece a manifestação desse Amor. Dizem acreditar no Amor e não se amam nem se respeitam como pessoa. Renegam suas virtudes, seu corpo e sua alma, tais como são, somente para manifestar um modelo pronto, rotulado, de comportamento socialmente aceitável. Deixam de acreditar no que acreditam, para confessar uma outra crença, somente para não ter que arcar com as responsabilidades consigo daquilo em que realmente crêem.

Há aquelas que crescem em meio a uma vida agitada, sem compromissos formais com o mundo nem com coisa alguma. Não namoram porque dizem que assim preservam sua "liberdade". Na verdade, essa é uma fase passageira, necessária apenas como preparação para a verdadeira vida da maturidade, uma época somente útil como fomentadora da auto-confiança e conhecimento de si mesmo e do mundo à sua volta. Mas essa vida, segundo vemos na Natureza à nossa volta, não deveria prolongar-se indefinidamente. Acontece que, muitas pessoas, dizendo acreditar que o Amor virá de qualquer jeito, e se agarram àquela vida adolescente, sem criar raiz em lugar algum. Uma árvore adulta precisa criar uma raiz forte quando grande e adulta, para que os ventos do outono já não ameacem sua estabilidade, sua e a de seus frutos porventura criados.

Muitas vezes, nessa época, encontramos uma pessoa ideal para que forme conosco uma árvore ideal e se estabilize. Também há quem deixe essa pessoa escapar por causa de atitudes imaturas, egoístas, ofensas e toda sorte de más ações. Também encontramos quem se iluda e, dizendo que querem amadurecer e formar uma vida a dois, mas que acabam voltando às mesmas atitudes de adolescente: traições, vícios, imaturidade. Acabam os dois sofrendo, um antes do outro. Mas, inevitavelmente, o segundo também se dá mal, ainda que seja mais tarde.

O Amor é a Lei, porque tudo no Universo se constrói pelo desejo de estabilidade. A matéria se formou pelo Amor quando os átomos se aglutinaram em moléculas e se condensaram em fibras, O corpo humano, das proteínas aos tecidos e órgãos. Os homens e mulheres, das famílias às civilizações. As estrelas, em aglomerados e galáxias. É um axioma da Natureza. Tudo nasce instável, efervescente, mas tende a se estabilizar e assim, poder continuar a existência e a evolução. Quem se nega a esses ritmos, que se prolonga além do necessário na "adolescência tardia", quem se recusa a amadurecer, fatalmente sofrerá. Amor sob Vontade, pois o desejo de amadurecer e evoluir deve partir de dentro do âmago de cada um.