Pular para o conteúdo principal

Prosa com o "Patrão" lá de cima

Meu prezado deus dos cristãos. Podemos ter dois dedim de prosa? Não, sou cadastrado não. Mas olhe, é sobre seu filho. Isso. Eu tinha jurado que não ia me meter nesse babado de Jesus Cristo com Maria Madalena. Mas um dia, veja o Senhor, tava eu quieto no meu canto quando me chegou um imeio de um tal correio missionário não-sei-das-quantas. O cidadão vociferava contra o filme O Código Da Vinci, conclamava os cristãos a não assistir, não deixar os filhos verem, a protestar e exigir a proibição do filme.

Ah, Senhor, aí pisou no meu calo. Quando falou em proibir, eu não aguentei. Lembrei da indignação que senti quando proibiram Je vous Salue, Marie e quando tentaram proibir A Última Tentação de Cristo. O Senhor lembra, né? Então levantei, fui no armário, abri o compartimento secreto e tirei de lá minha armadura de Cavaleiro da Orguli. Como? O Senhor não conhece a Ordem dos Guardiões da Liberdade Individual? Ôxe, mas o Senhor não é onisciente? Ah, tá, o Senhor anda muito ocupado com Oriente Médio, eu sei. Infelizmente não posso falar muito sobre a Ordem pois ela é meio secreta, tipo a Opus Dei, entende? Heim? O Senhor não quer nem ouvir falar de Opus Dei? Eu entendo. Aliás, sempre desconfiei que se Deus existisse, ele seria mesmo contra a religião.

Decidi fazer uso da armadura de novo. Então aqui estou, descumprindo meu juramento de não entrar na fofoca mas cumprindo o sagrado juramento da Ordem de sempre acudir o chamado da liberdade. Não, dessa vez não é pra defender a liberdade de expressão. Agora é pra defender o direito de um deus se casar. Apesar de não ser cristão, nasci e vivo imerso numa cultura cristã e por isso o tema me toca também.

O Senhor não me leva a mal mas a história de seu filho Jesus não tá bem contada não. Entre outras coisas a gente não sabe como foi sua infância, a adolescência e nem o que ele fez dos doze aos trinta. Os padres dizem que ele nunca casou, apesar de ser um tipão, pelo menos de acordo com as pinturas: alto, forte, loiro, pele branquinha, olhos azuis.... Aliás, como o Senhor explica esse tipo físico ali naquele sol da Palestina? Jesus tá mais pra ET do que pra galileu. Heim? Ah, é verdade, o Senhor é um ET, já que não nasceu na Terra.

Agora entendi. Logicamente a gente começa a pensar, né, Senhor, e aí fica encucado com certas coisas. O moço não casou, não teve namorada, não teve filho... Que estranho, né? Ops, longe de mim insinuar que Jesus não era chegado, imagina. O que eu tô querendo dizer é que a Igreja oficializou essa versão sobre a vida de seu filho pra endeusar ao máximo e humanizar ao mínimo o personagem. E inventou que Maria Madalena era puta pra desqualificar o fator feminino e depois teve que negar mas manteve os evangelhos e eles se contradizem e aí a Igreja fica toda melindrada porque as pessoas questionam e levantam hipóteses. Ora, marrapá! Mas eu entendo o motivo da versão: um Jesus casado incentivaria os discípulos a também casarem. E aí os filhos herdariam as riquezas da Igreja. Não ia dar certo, né? Oquei, o Senhor não quer se meter, tudo bem. Eu falei do fator feminino, né? Poizé. A Igreja jamais seria essa instituição masculina e patriarcal se Maria Madalena estivesse à frente do apostolado. Caça às bruxas certamente não teria havido. Se com a mãe de seu filho, Senhor, já foi difícil ceder e abrir espaço pra ela no panteão católico, coisa que oficialmente só aconteceu no século 20, imagine com uma mulher que a própria Igreja sempre pintou como sendo prostituta, suja ou, na melhor das hipóteses, forte e independente?

É, Maria Madalena é mesmo um calo no sapato. Não sei como seria se ela e Jesus tivessem se casado, ou pelo menos se amancebado, e tido Jesuzinhos e Madaleninhas. No mínimo hoje os herdeiros estariam numa briga louca com a Igreja pelos direitos relativos aos evangelhos. Um herdeiro de Jesus – já pensou a boçalidade de um cidadão desse? Você sabe com o descendente de quem você tá falando, sabe? Seria uma chatice tremenda. E Madalena, coitada... Não por Jesus, que me parece muito gente boa, mas... ter como sogro o Senhor? Sei não.

As religiões deveriam ter mais deusas. Isso traria mais equilíbrio ao mundo e ao espírito das pessoas. Mas já que não têm, vamos ao menos deixar que Jesus se case, coitado! Um tipão daquele morrer vitalino! Vou até dar uma idéia à Igreja: Jesus casou com Maria Madalena. Com separação de bens. E depois se divorciaram. E os descendentes concordaram em jamais reivindicar qualquer bem. Pronto, resolvido. O Senhor gostou? Pelo menos o Senhor tem senso de humor. Aliás, já que estamos assim tão amigos, posso lhe fazer uma pergunta? Obrigado. Por que o Senhor nunca casou?

Fonte: http://www.ricardokelmer.net/
Ricardo Kelmer é escritor, letrista e roteirista e mora em São Paulo, Terra, 3a. pedra do Sol.

Postagens mais visitadas deste blog

Greenpeace e LBV: Mercantilismo no Terceiro Setor

Com quase toda certeza, você já ouviu falar ou leu acerca do Greenpeace e da LBV, certo? Mas, você conhece, a fundo, a forma com a qual eles trabalham fora da mídia?
Com a tal onda de ativismo socio-ecológico e a ilusão de que poderíamos mudar o mundo político através da Internet, instituições como o Greenpeace e a LBV começaram a ganhar ainda mais espaço do que jamais suas imagens na mídia tinham conseguido. Com o advento da ditadura das redes sociais sobre a Consciência das pessoas, recriando modas, mudando a linguagem na comunicação, o que mais se fortaleceu foi o alcance dos instrumentos de marketing global dessas instituições, não a Conscientização dos seres humanos.  
E sabem por quê? Porque as cúpulas dirigentes dessas instituições dependem, em maior grau, do poder que o dinheiro proporciona à sanha do egoísmo, em consonância com os ditames de uma elite globalmente dominante. Sabem, também, que a maioria dos seres humanos não pensa, não raciocina, nem questiona, mas apenas reage …

Chico Anysio e a Velha Puta

Nesse dia, após sua partida deste Mundo, vamos relembrar e celebrar a inteligência e a acidez desse que foi o maior humorista brasileiro, Chico Anysio. Vá em Paz e obrigado pelo legado de sua Obra!



2012: Maias, Nostradamus e Nibiru

Sou mesmo muito curioso e atraído irresistivelmente para os mistérios que se me apresentam às vistas. Quando eu era criança, depois das aulas de Ciências, chegava da escola pra pesquisar como poderiam as formigas serem mais organizadas que os seres humanos em sua mini-sociedade. Como as abelhas determinavam quando ocupar uma área, criar ou abandonar uma colméia? Como poderia o ar, algo invisível, derrubar torres de energia e ainda as manifestações mediúnicas serem relegadas ao campo das superstições pela Ciência empirica e caolha?
Isso tudo me assombrava quando criança, e o cientista maluco mirim aqui era deixado de lado pelos covis dos populares no Colégio. Perguntavam-se como poderia um garoto de 10 anos de idade preferir jogar "futebol" com um frasco vazio de vinagre por tardes inteiras a juntar-se às algazarras dos campos de várzea? Não era por demasiado orgulho, embora este sobressaísse; era por saber que nosso tempo é mais útil se usado para nosso desenvolvimento inte…