Pular para o conteúdo principal

Um Beijo no Escuro e um Texto-Enigma

No diHiTT, tenho amigos incríveis!! Todo mundo, falando de tanta coisa... Hoje, me deu vontade de fazer (ou tentar) o que o João, o Poeta dos Perfis, anda fazendo com maestria. Mas, antes de estrear meu primeiro texto-enigma, e propô-lo à resolução dos amigos, vou interpor um outro texto de um curso de inglês que tive, que aqui traduzi para todos:


Um Beijo no Escuro (A Kiss in the Dark)

Em um compartimento de um trem que viajava pela Inglaterra, há muitos anos atrás, sentaram-se um sargento do Exército, um jovem soldado, um velha senhora e uma linda mulher. O trem entrara en um túnel e, por quase um minuto, tudo era breu, escuridão total. Então, as quatro pessoas no compartimento, ouviram um beijo estridente e, imediatamente após o som, um violento tapa.

Quando o trem saiu do túnel, eles todos se entreolharam, mas ninguém disse palavra. Eles continuaram viajando em perfeito silêncio

"Que boa garota!!", pensou a velha senhora, olhando para a jovem mulher. "Ela realmente tem caráter!!"

"Que estranho", pensou a jovem mulher. "Aquele sargento beijou a velha senhora, e não a mim?"

"Aquele soldado é realmente esperto", pensou o sargento. "Ele rouba o beijo e eu levo o tapa?"

"Perfeito!!", comemorou o soldado. "Eu beijo o dorso de minha mão, e finalmente tive a chance de esbofetear aquele sargento estúpido!"


**************************

Poesias, encruzilhada, religião, sagrado

Quem definirá as Estrelas-Gêmeas??
Quem saberá quem as beijou,
Se foi o Destino
Ou as águas-de-cheiro??
Quem me dirá os nomes
Dos que duelam com os cílios??

Eles se vêem pela fechadura
E se enxergam por inteiro;
Eles tomam chá gelado
E caçam cigarras.
Eles falam em línguas estranhas
E, súbito, se calam.

O Bem de Um Bem
É o nome do Outro;
Estão sobre o arco-íris,
E espreitam damas-da-noite
Para esperar-lhes o desabrochar.
É noite, e há os Curupiras!!

Aquele, a quem foi dado
A Ira de Deus Potente,
Escrutina os olhos
Da noturna Bastet.
E seus olhos emitem fogos,
E Bastet espera seu Tempo.

Imitam Eros e Psychê,
Redimem Romeu e Julieta,
Andam como Alice e Santiago,
Transformam Sansão e Dalila,
Marte encontra o Oceano,
Marte nada e se embriaga.

A eles são os nomes
Como enigmas na Noite:
A Ele, os judeus chamam Ya'akov;
Bastet o chama Vencedor.
Ela é plena de Vida,
E defende a quem ama.

************************


Quem desvendará os versos desse texto?? Quem explicará os enigmas?? Tal enigma só poderá ser revelado quando o rio santo encontrar os pés do viajante; quando o Sol ver Netuno sorrir; e quando Marte conseguir atingir o castelo das cortinas esvoaçantes. E isto, só o Tempo mostrará...

Postagens mais visitadas deste blog

Greenpeace e LBV: Mercantilismo no Terceiro Setor

Com quase toda certeza, você já ouviu falar ou leu acerca do Greenpeace e da LBV, certo? Mas, você conhece, a fundo, a forma com a qual eles trabalham fora da mídia?
Com a tal onda de ativismo socio-ecológico e a ilusão de que poderíamos mudar o mundo político através da Internet, instituições como o Greenpeace e a LBV começaram a ganhar ainda mais espaço do que jamais suas imagens na mídia tinham conseguido. Com o advento da ditadura das redes sociais sobre a Consciência das pessoas, recriando modas, mudando a linguagem na comunicação, o que mais se fortaleceu foi o alcance dos instrumentos de marketing global dessas instituições, não a Conscientização dos seres humanos.  
E sabem por quê? Porque as cúpulas dirigentes dessas instituições dependem, em maior grau, do poder que o dinheiro proporciona à sanha do egoísmo, em consonância com os ditames de uma elite globalmente dominante. Sabem, também, que a maioria dos seres humanos não pensa, não raciocina, nem questiona, mas apenas reage …

Chico Anysio e a Velha Puta

Nesse dia, após sua partida deste Mundo, vamos relembrar e celebrar a inteligência e a acidez desse que foi o maior humorista brasileiro, Chico Anysio. Vá em Paz e obrigado pelo legado de sua Obra!



Mataram meu gato!!

Esse é, verdadeiramente, um diesirae, um Dia de Ira. Triste também, mas sobretudo revoltante. De onde surge um ser, que se diz pensante, e mata, covardemente, um ser indefeso, um gato que não fazia mal a ninguém. Se ele mata um ser inocente, o que diria ele que fizéssemos a um ser culpado como ele??

Mataram meu gato!! Envenenaram meu gato!! Acordei, e lá estava ele, imóvel. Nessas horas, vejo que, mesmo que perdoássemos tais elementos, eles não seriam dignos de tal indulgência. Quem deveria estar morto era o covarde que fez isso, e não a pobre criatura, que não pedia mais do que água, comida e um lugar para dormir. É o terceiro gato que perco envenenado aqui, onde eu moro. Mas eu vou descobrir, e quando eu descobrir... ah! quando eu descobrir!!

Nessas horas é que duvido que o perdão valha de algo!! Pois o que está feito, está feito. Há que haver reparação!! Se não houver, esse filho-da-puta vai ficar me devendo essa conta. Aceitar tudo pacientemente, dar a outra face ao tápa ignóbil é c…