Pular para o conteúdo principal

O Espelho dos Seis Tempos

Para C.C.P.:

"Espelho, Espelho meu, há, nesse momento, seres mais felizes do que nós??"

Nós mal havíamos nos conhecido, e já havia empatia entre nós. Eu trabalhava já há algum tempo no setor depressivo-burocrático de Compras de uma empresa privada, em Uberlândia. Quando a vi, à qual chamo aqui de C. C. P., pensei: "Enfim, alguém para me tirar a paz!" Mas, não estava dizendo de uma suposta chatice de conviver com ela, e sim da aventura que seria me degladiar todos os dias com aqueles olhos amendoados. Ainda não havia me dado conta disso, mas já me via a menos de um metro dela.

Certa vez, o Osvaldo, meu supervisor, me "acordou":

 - Lúcio, para de babar!! Conforme-se, ela está onde você não pode alcançá-la!! E o João, do setor de Promoção, anda ainda por perto... Ao que eu dei de ombros:

 - Admirar não tira pedaços, até onde eu saiba!!

Osvaldo é um cara chato. Sua função é fiscalizar. Nasceu para isso: cobrar, cobrar e cobrar!! Diversão não pode, isso não é certo, aquilo vai estragar tudo!! Só sabe dizer o que não pode. E o que pode?? Fazer o que ele manda, e ele manda que não façamos quase tudo.

Osvaldo era assim: amigo mesmo, mas apenas para nos guardar de beber quando precisamos beber e nos estimular à rotina quando a segunda-feira é anunciada pela sétima trombeta do Apocalipse. Um cara que se diz consciente, mas que é incoscientemente descuidado ao não ser flexível. O mesmo terno, o mesmo sapato com cadarço de couro cru.

Apesar de todos os freios que me impusera Osvaldo, me aproximei de C.C.P.; não havia o que temer, apesar de me parecer alguém um pouco acima da minha latitude cultural, além do meridiano da minha audácia.





Tempos passaram. João se foi. Eu vivia mais na empresa do que em casa. Fazia serões intermináveis, só para poder ser tostado por aqueles olhos de ágata. Olhos que me pareciam espelhos mágicos, a me revelar quem sou de verdade, a me revelar o que desejo da vida, quais sonhos ainda quero compartilhar. Sonhos de viagens, sonhos de dança na chuva, sob algum coqueiro de Cancún ou em alguma gôndola nos canais de Veneza.

Não foram raras as vezes em que eu, indo ao banheiro, flagrando olheiras em meu rosto, revelei-me com um olhar de quem queria fazer um vídeo para ela, ícone e fim último dos meus devaneios. Seria, ela mesma, meu Espelho Mágico?? Seria C.C.P. o Tempo misterioso da minha glória futura, a glória do que segue seu Destino?? Espelho misterioso, reflexo sem nome, e que revela toda a beleza do que não se pode dizer, do que está nas entrelinhas. Misterioso como o número Sete, secreto como a Magia, oculto como o que não podem saber os incrédulos.

Mas, ainda mais perfeito que o Sete, é o número Seis, o número do Amor. A luz que saía dos olhos de ágata de C.C.P. não era de mistério, mas de fome de viver, de Amor à Vida, de Amor ao Mundo.
Crônicas, contos, Tempo, Espelho


Um dia lhe falei isso, que seus olhos me eram como Espelho Mágico. Pensei em lhe dizer que espelhos, às vezes, podem iludir, pois são apenas imagens. Mas são imagens de nosso ser, de nossos desejos. Projeções apenas?? Espelhos podem se quebrar, como as ilusões... e aí, como ficaríamos?? Mas, e se esse espelho for fabricado de um vidro temperado pela maturidade, e se ele resistir às quedas naturais que podem acontecer??

Ficarão as imagens, que não mudarão. Mudarão nossos seres, fontes de juventude eterna. Sonhos são sonhos, e apesar de a noite de ontem ter-se ido, o Sol me trouxe a certeza de que não só sonhamos acordados, mas também acordamos para os sonhos, acordamos para a Vida!!


Postagens mais visitadas deste blog

Greenpeace e LBV: Mercantilismo no Terceiro Setor

Com quase toda certeza, você já ouviu falar ou leu acerca do Greenpeace e da LBV, certo? Mas, você conhece, a fundo, a forma com a qual eles trabalham fora da mídia?
Com a tal onda de ativismo socio-ecológico e a ilusão de que poderíamos mudar o mundo político através da Internet, instituições como o Greenpeace e a LBV começaram a ganhar ainda mais espaço do que jamais suas imagens na mídia tinham conseguido. Com o advento da ditadura das redes sociais sobre a Consciência das pessoas, recriando modas, mudando a linguagem na comunicação, o que mais se fortaleceu foi o alcance dos instrumentos de marketing global dessas instituições, não a Conscientização dos seres humanos.  
E sabem por quê? Porque as cúpulas dirigentes dessas instituições dependem, em maior grau, do poder que o dinheiro proporciona à sanha do egoísmo, em consonância com os ditames de uma elite globalmente dominante. Sabem, também, que a maioria dos seres humanos não pensa, não raciocina, nem questiona, mas apenas reage …

Chico Anysio e a Velha Puta

Nesse dia, após sua partida deste Mundo, vamos relembrar e celebrar a inteligência e a acidez desse que foi o maior humorista brasileiro, Chico Anysio. Vá em Paz e obrigado pelo legado de sua Obra!



2012: Maias, Nostradamus e Nibiru

Sou mesmo muito curioso e atraído irresistivelmente para os mistérios que se me apresentam às vistas. Quando eu era criança, depois das aulas de Ciências, chegava da escola pra pesquisar como poderiam as formigas serem mais organizadas que os seres humanos em sua mini-sociedade. Como as abelhas determinavam quando ocupar uma área, criar ou abandonar uma colméia? Como poderia o ar, algo invisível, derrubar torres de energia e ainda as manifestações mediúnicas serem relegadas ao campo das superstições pela Ciência empirica e caolha?
Isso tudo me assombrava quando criança, e o cientista maluco mirim aqui era deixado de lado pelos covis dos populares no Colégio. Perguntavam-se como poderia um garoto de 10 anos de idade preferir jogar "futebol" com um frasco vazio de vinagre por tardes inteiras a juntar-se às algazarras dos campos de várzea? Não era por demasiado orgulho, embora este sobressaísse; era por saber que nosso tempo é mais útil se usado para nosso desenvolvimento inte…