18 de fevereiro de 2009

Meu Sol, Por Quem Vivo!!

Meu Sol, minha estrela, por quem vivo,
Surgiu na montanha do tempo estivo,
Subjugando a noite fria, suas
tranças em caracol;
Deus masculino, no feminino, chamou-a
SOL!!

Olhando-me, de moreno, tornei-me claro;
Minha face, triste, opaca, se fez ampla, reluzente,
Com seu ósculo inquieto, seu olhar raro.
Digo, para bem te admirar, nem sendo clarividente.

Te encontro em tudo que vejo,
Em meio aos planetas da noite, te beijo!!
Dançando no espaço, ou no Tarô, o Arcano Dezenove.

Em teu nome, tu és o astro que se move:
Anjo e
Sol, juntos, o mesmo desejo;
Sol, un Ange, que ao meu coração comove…