21 de janeiro de 2009

Mamonas Assassinas - Homenagem

Olha...os caras podem ser criticados pelo que for, mas a naturalidade com que eles cantavam a linguagem dita chula e inferior por aqueles que vivem em letras de concreto sem vida, fizeram esse país tremer durante 7 meses. Eu mesmo fui a um show deles aqui em minha cidade. Os caras eram super simples, modestos. No camarim deles havia água mineral, suco e frutas, basicamente. Não atrasaram. Foram pontuais e demonstraram assim seu apreço pelo público, que consistia em desde crianças de 4 e 5 anos (acompanhadas por adulros) a senhores e senhoras já quarentões e cinquentões. Sou fã deles até hoje, porque assim como o Airton Senna, acho sim que eles tinham a missão de trazer alegria ao nosso povo sifrido. Foram amigos até o fim, amigos até o último minuto. Foram-se todos juntos, rápidamente e sem sofrimento.

Aqui um vídeo do YouTube da música Bois Don't Cry (ou como é conhecida, a "Melô do Corno"):